Publicidade:

Tratamentos para acne: quais são e em que consistem

Há vários tratamentos para acne disponíveis no mercado. Conheça alguns deles, sabendo que, antes de iniciar algum, deve consultar um médico especialista.

Tratamentos para acne: quais são e em que consistem
Se sofre de acne, visite um dermatologista

Se sofre de acne, então este artigo interessa-lhe e muito. Além de lhe explicarmos em que consiste esta patologia, apresentamos os principais tratamentos para acne, dos mais convencionais aos mais inovadores.

Não se esqueça que esta é uma questão de saúde e, por isso, não deve adiar uma consulta num dermatologista, pois quanto mais cedo começar os tratamentos para acne, melhores serão os resultados finais que conseguirá obter. Fique a saber mais.

O que é a acne?


tratamentos para acne

A acne é uma das doenças de pele mais comuns, afetando sobretudo a população entre a puberdade e o início da idade adulta. Além de poder baixar a autoestima de quem sofre desta patologia, a acne pode gerar cicatrizes inestéticas e difíceis de tratar. Por isso, apostar num tratamento precoce e adequado é fundamental.

A acne carateriza-se pela apresentação de folículos pilosos com excesso de gordura e células de pele mortas. Normalmente, as áreas mais afetadas por esta patologia são a face, pescoço, peito, costas e ombros, já que é nestas zonas que há maior concentração de folículos sebáceos.

Tipos de acne

Existem 5 principais tipos de acne:

1. Acne não Inflamatória ou Comedónica

Trata-se da forma mais comum, afetando sobretudo a testa, nariz e bochechas.

Tratamento: é aconselhado o uso de cremes ou loções, como sabonete com enxofre e ácido salicílico ou adapaleno gel, em paralelo com medicamentos anti-inflamatórios com tretinoína, isotretinoína, adapaleno ou ácido azeláico. (Tudo deve ser prescrito por um médico especialista)

2. Acne Pápulo-pustulosa

Neste tipo de acne, há lugar à presença de cravos, espinhas, pápulas e pústulas com pús.

Tratamento: neste caso, pode ser necessária a prescrição de antibióticos como tetraciclina, minociclina ou sulfa e antimicrobianos em gel como o peróxido de benzoíla, eritromicina ou clindamicina, sempre indicados pelo dermatologista.

3. Acne Nódulo-quística

Apresenta nódulos sob a pele (rosto, costas e tórax) e as espinhas são avermelhadas e causam dor.

Tratamento: neste caso, para além do aconselhado atrás, o tratamento pode passar pela prescrição de Roacutan seborreica.

4. Acne Conglobata

Conjunto de lesões próximas e com pus, criando abscessos e fístulas,

Tratamento: semelhante ao acne de tipo 3, é também prescrito Roacutan.

5. Acne Fulminante

Tipo raro que se manifesta através do surgimento de febre, dor nas articulações e mal-estar.

Tratamento: nesta situação, o tratamento é variável, podendo passar por medicamentos tópicos, remédios orais e/ou cirurgia.

Outros tipos de Acne

  • Acne Neonatal: espinhas e cravos no rosto do recém-nascido;
  • Acne Medicamentosa: causada pelos efeitos secundários de alguns medicamentos;
  • Acne Solar: espinhas que surgem após exposição solar intensa;

Tratamento: Nestes casos, o tratamento é muito variável, pois depende da gravidade. A patologia pode ser curada com cremes ou medicamentos.

Causas

Como já foi explicado, a acne surge devido ao excesso de gordura e à acumulação de células cutâneas mortas e de bactérias. Contudo, há circunstâncias que podem agravar ou potenciar esta doença, como por exemplo:

  • hormonas masculinas;
  • alterações hormonais durante a gravidez ou relacionadas com o uso de contracetivos orais;
  • alguns medicamentos (corticóides, androgénios, lítio);
  • alimentos ricos em hidratos de carbono;
  • alguns cosméticos, nomeadamente ricos em óleos;
  • história familiar.

Diagnóstico

O diagnóstico da acne deve ser sempre feito por um médico dermatologista, de modo a definir o seu grau de gravidade e tratamento adequado.

Tratamentos para acne


tratamentos para acne

No geral, o tratamento da acne é muito eficaz e tem por base a redução da produção de gordura por parte da pele, a aceleração da renovação das células da pele e o controlo e redução da infeção.

Trata-se de um tratamento prolongado e cujos resultados só são notórios 1 a 2 meses depois do seu início. Os tratamentos podem ser locais ou orais.

  • As loções prescritas servem para reduzir a produção de gordura, destruir as bactérias e promove a eliminação das células cutâneas mortas;
  • Os medicamentos orais apresentam, habitualmente, composições derivadas da vitamina A, a qual estimula a renovação das células da pele;
  • Os antibióticos ajudam a eliminar as bactérias que se acumulam na pele.

Tratamentos médicos

  • Retinóides tópicos, como a Tretinoína e a Adapaleno, atuam na queratinização anormal e são anti-inflamatórios;
  • Peróxido de benzoíla evita que a pele morta obstrua os folículos e mata as bactérias;
  • Tópicos antimicrobianos (antibióticos tópicos) eliminam as bactérias na pele;
  • Ácido azeláico remove as células mortas da pele e mata as bactérias.

Outros tratamentos para acne

Por vezes (sobretudo para o tratamento de cicatrizes provocadas pela acne), os médicos podem também recorrer a outras abordagens e tratamentos, nomeadamente:

  • contracetivos orais;
  • laser ou fototerapia;
  • a esfoliação ou microabrasão cutânea;
  • cirurgia;
  • peelings;
  • preenchimento com colagénio das áreas afetadas.

Tratamentos inovadores

  • Stop Acne System: Peeling químico trava a acne e reestrutura a pele.
  • Anti-aging BodySkin: Tratamento não invasivo que remove as células mortas da pele.
  • Microdermobrasão: Tratamento que combate a acne, tonificando e rejuvenescendo a pele.
  • PerfectSkin: Tratamento com químico-esfoliantes que elimina marcas de acne e cicatrizes superficiais.

Fique a saber mais sobre este problema e quais as diferentes formas de o enfrentar.

Veja também: