Publicidade:

As 8 melhores trilhas de trekking de Portugal

Se gosta de caminhadas, está na altura de conhecer estas incríveis trilhas de trekking de Portugal - percursos que prometem deslumbrar.

As 8 melhores trilhas de trekking de Portugal
Sugerimos 8 trilhas trekking de Portugal

Se é fã de caminhadas, será do seu interesse conhecer estas trilhas de trekking de Portugal. Comece já a preparar-se para percorrer uma das seguintes trilhas com pontos de interesse tão fantásticos, que reúnem o que de melhor a natureza tem para oferecer.

Conheça 8 trilhas de trekking de Portugal


trekking portugalFonte: Pexels/tirachard-kumtanom

1. Rota das 6 Lagoas, Serra da Estrela

Este é um percurso não sinalizado e com a forma circular. Tem início/fim na Lagoa Comprida, com passagem pela Lagoa do Covão do Forno, Lagoa do Covão do Curral, Lagoa Seca, Lagoa Redonda, Lagoa do Covão dos Conchos e novamente Lagoa Comprida.

Pontos de interesse: duas lagoas artificiais, inseridas no sistema hidroelétrico da Serra da Estrela, sendo elas a Lagoa do Covão do Forno e a Lagoa do Covão do Curral. Uma lagoa natural, a Lagoa Redonda, localizada numa depressão que foi formada durante o último período glaciar e que conta com excelentes exemplos de formações que se originaram devido à passagem do glaciar.

Aqui encontrará ainda a Barragem do Covão dos, mais uma das lagoas que faz parte do aproveitamento hidroelétrico da Serra da Estrela, que desvia as águas da ribeira das Naves para a albufeira da Lagoa Comprida, a maior das lagoas da Serra da Estrela, um antigo glaciar com um quilómetro de extensão.

Distância: 9,3 km
Dificuldade: média

Ver rota >>

2. Cabo da Roca, Sintra

Este é outro percurso de trekking circular, que tem início e fim no ponto mais ocidental da Europa. Se quer testemunhar a passagem dos dinossauros (através das marcas das suas pegadas) na  Praia Grande, terá muito caminho a percorrer até lá chegar!

Pontos de interesse: Cabo da Roca,  praia da Adraga e praia Grande do Rodízio, onde encontrará as pegadas de dinossáurios. No interior poderá conhecer as localidades de Ulgueira e Almoçageme.

Distância: 10 km
Dificuldade: alta
Ver percurso >>

3. Percurso da Duna da Cresmina, Cascais

Para quem quer explorar trilhas trekking de Portugal cuja dificuldade é baixa, o Percurso da Duna da Cresmina será um bom ponto de partida. Este percurso é de apenas 2 quilómetros e é servido de um passadiço. A partida é do Núcleo de Interpretação da Duna da Cresmina.

Pontos de interesse: esta trilha é curta, mas é intensa. Prepare-se para, ao longo do sistema dunar Guincho-Cresmina encontrar fontes de água doce, charcos, plantas nativas como a raiz-divina ou a sabina-das-praias, lagartixas-da-areia ou uma ave chamada pilrito-das-praias. Para tudo isto há painéis informativos para que faça facilmente a identificação de cada ser.
Distância: 2 km
Dificuldade: baixa
Ver percurso >>

4. Rota da Biodiversidade, Lisboa

Outra das trilhas trekking de Portugal que não podemos deixar de recomendar é a Rota da Biodiversidade, em Lisboa.

Com o intuito de dar a conhecer a biodiversidade de Lisboa entre 18 pontos de interesse, este percurso de 15 quilómetros tem início/fim no Jardim Vasco da Gama, em Belém.

A Rota da Biodiversidade é sempre a subir e une a frente ribeirinha da cidade ao Parque Florestal de Monsanto.

Pontos de interesse: desde matas e bosques às quintas e pomares urbanos, a biodiversidade de Lisboa será reconhecida e apreciada ao longo desta caminhada. Em cada um desses pontos encontrará igualmente painéis informativos sobre a fauna e a flora da capital do nosso Portugal.

Distância: 14 km
Dificuldade: baixa

Ver percurso >>

5. Percurso dos Sete Vales Suspensos – Faro

O Percurso dos Sete Vales Suspensos é definitivamente umas das imperdíveis coisas que tem que fazer no Algarve. Este é um percurso romântico, que se estende por 11,4 quilómetros, se fizer ida e volta.

O percurso é feito pelas arribas das praias mais bonitas do Algarve, desde a Praia de Vale Centianes até à Praia da Marinha, passando pela lindíssima praia de Benagil, que inclui uma das grutas mais bonitas do mundo. A altitude máxima é de 45,5 metros na Praia de Vale Centeanes e a mínima é de 7,5 metros na Praia de Benagil. Não se esqueça de levar consigo uma boa máquina fotográfica, porque as vistas que vai ver são dignas de um cartão postal!

Distância: 11,4 km
Dificuldade: média

Ver percurso >> 

6. Rota Vicentina – Setúbal, Beja e Faro

A Rota Vicentina totaliza mais de 450 quilómetros de trekkings e não poderia jamais ficar de fora da lista dos melhores percursos de trekking em Portugal.

A Costa Vicentina é das mais belas e bem preservadas zonas costeiras do sul da Europa, sendo que este percurso propõe uma vivência única entre uma cultura rural viva e autêntica e uma costa surpreendentemente selvagem, que é parte integrante do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Este percurso inspirador encontra-se integralmente sinalizado.

Distância: 450 km
Dificuldade: trechos de baixa e média grau de dificuldade

Ver percurso >>

7. Passadiços do Paiva – Arouca, Aveiro

Se procura dos melhores percursos de trekking em Portugal destinado a famílias, os Passadiços de Paiva serão uma boa aposta. Localizados na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro, os Passadiços do Paiva estendem-se por 8 quilómetros de pura biologia, geologia e arqueologia, que conquistam corações.

As paisagens de beleza ímpar, as descidas de águas bravas, os cristais de quartzo e as espécies em extinção na Europa trazem riqueza a este percurso e tornam-no amigo das famílias que o percorrem.

Distância: 8 km
Dificuldade: alta

Ver percurso >> 

8. Rota das Aldeias do Xisto da Lousã

Este trilho, que pode ser percorrido em família, é feitos pelas encostas da Serra da Lousã e faz a ligação entre o Castelo da Lousã e Santuário de Nossa Senhora da Piedade e duas das mais emblemáticas Aldeias do Xisto desta serra: o Talasnal e o Casal Novo.

O trilho, com 6 quilómetros, repete os passos que os antigos habitantes destas aldeias davam nos únicos acessos que tinham para descer à vila da Lousã.  Ao longo do percurso poderá admirar locais de rara beleza, como a levada de água, soutos centenários e outros pontos de interesse em termos patrimoniais e paisagísticos. Aliás, toda a região do Xisto, no interior da região centro do país, guarda algumas das paisagens mais bonitas de Portugal e há trilhos pedestres para percorrer por entre todas elas.

Distância: 6 km
Dificuldade: fácil

Ver percurso >>

No coração do Xisto, e ao longo deste trilho, pode ficar alojado nas casinhas de xisto da região. Estas são as nossas sugestões:

Casa da Urze
Preço por noite para duas pessoas (casa inteira e pequeno almoço incluído): 70€. Ver alojamento em bookinxisto.com/pt >>

Casa Lausus
Preço por noite para duas pessoas (casa inteira e pequeno almoço incluído): 75€. Ver alojamento em bookinxisto.com/pt >>

Casinha do Conde
Preço por noite para duas pessoas (casa inteira e pequeno almoço incluído): 50€. Ver alojamento em bookinxisto.com/pt >>

Veja também: