Publicidade:

8 truques para poupar em seguros

Relembramos mais alguns truques para poupar em seguros e eles são válidos para todos os tipos: seguro de vida, casa, carro e muito mais.

8 truques para poupar em seguros
Pague apenas o essencial

Atualmente, parece haver uma cultura do seguro: até quando compramos um telemóvel, máquina fotográfica ou eletrodoméstico, há sempre alguém que nos pergunta se queremos associar-lhe um seguro. No entanto, os mais contratados pelas famílias continuam a ser o seguro automóvel, vida, casa e saúde. Convém, por isso, conhecer alguns truques para poupar em seguros para que esta parcela não ajude a arruinar o nosso orçamento.

8 truques para poupar em seguros


Independentemente do tipo de seguro, convém analisar se este é adequado às suas necessidades e às da sua família. É claro que alguns deles são indispensáveis, como é o caso do seguro automóvel, mas mesmo nestes casos importa verificar se as coberturas são ajustadas. Mas, há mais truques para poupar no seguro. Conheça alguns a seguir e faça as melhores opções.

1. Analisar condições contratuais

seguros

Analise com atenção as condições contratuais para avaliar se o que está a pagar corresponde às suas reais necessidades. Faça as seguintes reflexões: as coberturas contempladas fazem sentido para mim? Uso determinados serviços de saúde com muita frequência? Deixo sempre o carro na rua? Qual é exatamente o risco para o qual pretendo ter seguro? Fazer uma reflexão deste tipo pode ajudá-lo a poupar nos seus seguros.

2. Contratar o essencial

médico

Depois da análise sugerida no ponto 1, faça uma escolha racional e evite pagar por aquilo que não utiliza, evite ser influenciado para que faça uma apólice maior e consequentemente mais cara.

Repare: se vai poucas vezes por ano ao dentista, provavelmente pagará menos pelas consultas do que pelo seguro. Se o seu carro fica sempre na garagem, em casa e no trabalho, talvez possa retirar alguns itens do seu seguro – como cobertura de fenómenos da natureza ou vandalismo, por exemplo. Leia com atenção as condições do seu seguro e faça contas antes de avançar.

3. Duplicar, não!

Há quem tenha seguros que cobrem o mesmo risco, logo estará a pagar duas vezes sem ser preciso. Até porque as indemnizações não são cumulativas. Preste atenção a esta situação!

4. Pagar anual ou mensalmente?

Por vezes, pagar o valor anual é mais barato do que optar por um pagamento mensal ou semestral. Confirme se assim é, faça as contas e opte pela situação mais vantajosa.

5. Pagar por débito direto

pagamento

Tal como no item 4, também há seguradoras que oferecem condições favoráveis se escolher o pagamento do seguro por débito direto. Verifique se tal acontece na sua seguradora e, se valer a pena, altere a situação e poupe nos seus seguros.

6. Optar pelas seguradoras “low cost”

Há realmente seguradoras com campanhas muito apelativas em termos de preços. São, geralmente, seguradoras com serviços online ou por telefone que conseguem bons preços em virtude de terem estruturas menos dispendiosas. Se conseguir “libertar-se” do conceito mais tradicional da agência ou do mediador, aqui está uma forma de poupar em seguro.

7. Escolher mediador ou balcão?

Bem, se não é fã do item 6, pode ainda escolher um mediador ou ir ao balcão de uma agência. No entanto, um mediador de seguros também pode ajudá-lo a poupar dinheiro, porque usualmente consegue melhores preços em relação ao balcão. Pode ainda, desta forma, contar com um atendimento personalizado e ter uma maior facilidade em conseguir um seguro mais direcionado para as suas necessidades.

8. Agrupar

Agrupe os seus seguros (vida, casa, carro, outros) na mesma seguradora. Muitas seguradoras oferecem descontos caso compre um pacote de produtos. Uma vez mais, compare estas situações online, em agências e as ofertas dos mediadores, faça as contas e se compensar, concentre tudo na mesma seguradora.

Se estava à procura dos melhores truques para poupar em seguros, já não está mais. Tome nota e economize mais.

Veja também: