Publicidade:

Esqueceu-se da carteira? Já pode usar caixa multibanco sem cartão

Sim, leu bem. Já pode usar a caixa multibanco sem cartão. Acabaram mesmo os problemas e suores frios de cada vez que esquece o cartão de débito em casa.

Esqueceu-se da carteira? Já pode usar caixa multibanco sem cartão
O serviço chegou para revolucionar as nossas vidas

Em Portugal, existem 13 mil caixas Multibanco espalhadas por todo o país. Já lá vão mais de 30 anos desde que este sistema chegou ao nosso território e mudou as nossas vidas para sempre. E se lhe dissermos que, três décadas depois, já pode usar a caixa multibanco sem cartão?

Para muitos não será uma novidade, já que mais de 1,25 milhões de portugueses já se renderam ao MB Way, serviço criado pela SIBS, a gestora da rede Multibanco, e que permite utilizar o seu cartão de débito mesmo quando deixa a carteira em casa: tudo à distância de uma aplicação para smartphone.

Usar caixa Multibanco sem cartão? Já pode fazê-lo


usar caixa multibanco sem cartao

Em 1985, quando a primeira caixa Multibanco foi instalada em Portugal, no centro de Lisboa (Rossio), era possível levantar dinheiro e pouco mais.

Mais de 30 anos depois, estão disponíveis cerca de 90 operações nos milhares de terminais que existem em todo o país. Segundo os dados da SIBS, são feitas mais de 70 milhões de operações, todos os meses, na rede Multibanco. O objetivo é simples: facilitar as nossas vidas, com novas opções e tecnologias a surgirem a cada ano.

Mas existem mais dados que comprovam o sucesso desta tecnologia: em 2018, cada português levantou na rede Multibanco 2672€, ou seja, mais de sete euros por dia, o que equivale a 50€ por semana: um aumento de 11,6% relativamente aos dados de 2012 (que se fixaram nos 2394€).

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), com base nos números da SIBS, mostram ainda que os portugueses foram mais vezes ao Multibanco no ano passado. Em média foram feitas 88 operações nos chamados ATM em 2018, uma a cada quatro dias, contra as 85 operações que foram feitas há sete anos.

Se, antes, a utilização do serviço obrigava à apresentação do cartão de débito, hoje em dia, as novas funcionalidades do MB Way permitem usar a caixa Multibanco sem cartão.

Até há pouco tempo era possível enviar e pedir dinheiro, levantar dinheiro, gerar cartões MB Net e fazer compras online e presenciais.

O serviço foi atualizado e já pode aceder aos seguintes serviços:

  • Pagamento de Serviços;
  • Pagamentos ao Estado;
  • Carregamento de Títulos de Transporte e Telemóveis.

O que devo fazer para usar caixa multibanco sem cartão?


usar caixa multibanco sem cartao

Para utilizar o serviço basta seguir estes passos:

  • Carregar na tecla verde da caixa de Multibanco;
  • Escolher a opção “Utilizar Multibanco”.

Depois, através da app do MB Way, deve “ler o código QR apresentado no ecrã e fazer a autenticação com o seu PIN, touchID, impressão digital ou faceID”, explica em comunicado a MB Way.

O que acontece a seguir? Assim que a leitura do QR Code é confirmada e o PIN validado, o Multibanco é desbloqueado da mesma forma que acontece quanto utiliza o seu cartão de débito.

A partir daí pode aceder ao menu habitual e realizar as operações regulares e disponíveis em qualquer caixa Multibanco da rede nacional. Não se preocupe, todas as caixas Multibanco do país já foram atualizadas e, por isso, a funcionalidade está disponível em todo o território nacional.

“Numa sociedade cada vez mais digital e cashless, é essencial que o acesso ao multibanco possa ser feito sem a obrigatoriedade de um cartão físico, que tantas vezes fica esquecido, num bolso ou em casa”, explicou em comunicado Maria Antónia Saldanha, diretora de marca e comunicação da SIBS.

Vou pagar por cada utilização do MB Way?


usar caixa multibanco sem cartao

A resposta é “talvez”. Por enquanto, alguns bancos já anunciaram que vão passar a cobrar por cada transferência feita através do serviço MB Way: o BPI (desde maio), o BCP (a desde junho), e a partir de setembro o Santander Totta.

Os preçários dos bancos estão a ser atualizados e, em alguns casos, já contam com a informação disponível sobre o preço da comissão – podem chegar a 1,5€ – por cada transferência feita através da app MB Way.

No Activobank, cada transferência pode ter um custo de 1,5€ (se for feita uma transferência MB Way para uma conta de outro banco). Já o BPI cobra 1,2€ por cada transferência. No preçário do Millennium BCP a taxa a cobrar, a partir de 17 de junho, é de 1,3€.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) também já definiu o valor a cobrar pela utilização do serviço (20 cêntimos), mas ainda não está a aplicar a taxa aos seus clientes. Também o Novo Banco, que atualizou o preçário e prevê cobrar 15 cêntimos pelo serviço, não está para já a cobrar aos clientes.

Para evitar custos extra, basta que faça as transferências através da app do seu banco (nalguns casos, o serviço ainda está isento de custos).

Ver também:

Pedro Andrade Pedro Andrade

O amor à voz e às palavras levou-o, desde sempre, à rádio. Entrega-se à escrita (mais ou menos) criativa sem nunca esquecer a paixão pelo mar, pela boa comida e pelos serões rodeado da família e amigos.

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].