Publicidade:

Viajar em julho: conheça 13 dos melhores destinos

Seja pelo clima ou para fugir à confusão de agosto, há destinos perfeitos para viajar em julho. Dentro e fora de portas, conheça as melhores opções.

Viajar em julho: conheça 13 dos melhores destinos
O bom tempo convida a passear

Para quem gosta de calor, o mês sete do calendário é um mês fantástico para fazer uma viagem, nomeadamente por terras portuguesas ou da Europa do Sul. Mas, viajar em julho pode significar também fugir às altas temperaturas e partir à descoberta de destinos que no inverno ficam esquecidos.

Por outro lado, evita-se o pico das enchentes típico de agosto, mas garante-se uma atmosfera leve e descontraída. Seja qual for o seu perfil de viajante, neste artigo temos ótimas desculpas para marcar férias em julho.

13 destinos excelentes para onde viajar em julho


1. Cornualha

Monte St. Michael, Cornualha, Inglaterra

Não associamos Inglaterra a praia, mas na região da Cornualha – Cornwall – no extremo sudoeste do país, são muitas as bonitas extensões de areia, escoltadas por arribas imponentes e verdejantes. Assim, se gosta que as suas viagens de verão incluam locais à beira-mar, este é um ótimo destino para viajar em julho.

Procurada por muitos surfistas, esta é, no entanto, uma região tranquila, com povoações amorosas, portos de mar pitorescos e atrações com séculos de história como a casa e os jardins de Trewithen ou o Monte de St. Michael. Se for com crianças, não deixe de explorar o Eden Project, um espaço original dedicado à proteção da natureza.

2. País de Gales

Um pouco mais a norte, mas ainda em terras de Sua Majestade, o País de Gales é outro destino a ter em conta por quem quer viajar em julho. Com cerca de 1800 quilómetros de costa, nesta nação que integra o Reino Unido não faltam motivos de interesse para visitar nem atividades emocionantes para fazer. Cardiff, a capital, tanto oferece monumentos históricos como elementos de modernidade, numa mistura apelativa para descobrir em agradáveis passeios a pé.

3. Melbourne

Melbourne, Austrália

Sonha em ir à Austrália? A cerca de 700 quilómetros a sul de Sidney fica a cidade de Melbourne, a capital do estado australiano de Vitória e destino privilegiado para quem gosta de desporto, cultura e gastronomia. Esta é uma cidade vibrante cujas movimentadas e coloridas ruas, mercados, restaurantes e esplanadas vai querer explorar, com destaque para o pontão de Sta. Kilda. Para um contacto de proximidade com a natureza, vá até à ilha Phillip, a 90 minutos da costa, surpreender-se com os pinguins azuis.

4. Helsínquia

O verão é o mês mais agradável para visitar os países nórdicos, devido às temperaturas amenas e às longas horas de luz natural. Em Helsínquia vai poder contactar com um estilo de vida que privilegia a natureza e os momentos ao ar livre. A influência global da arquitetura e do design finlandeses pode ser sentida através das obras de autores como Alvar Aalto, espalhadas pela cidade. Outras atrações de visita obrigatória são a capela do silêncio e a capela do rock.

5. Cidade do Cabo

Cidade do Cabo, África do Sul

No nosso roteiro ideal para o mês sete do calendário, o grande continente africano não podia ficar de fora. Em destaque, a fabulosa Cidade do Cabo, na África do Sul. Estamos no hemisfério sul, o que significa que é inverno aqui. O mesmo que dizer que pode contar com menos turistas e temperaturas amenas, ideais para calcorrear toda a região de forma confortável.

Praia, montanha, paisagens de cortar a respiração, atividades radicais, vida cultural intensa e noites animadas, fazem parte da oferta da mais antiga cidade da África do Sul.

6. Peru

Nesta lista de excelentes destinos para onde viajar em julho, rumamos agora à América do Sul. Este é um mês propício para visitar o Peru, uma vez que o inverno local significa que o calor e a humidade que se podem sentir em locais emblemáticos como Machu Pichu – o ponto turístico mais visitado da América do Sul – vão estar bastante atenuados. Mas o país tem outros trunfos, como as áreas junto ao rio Amazonas, a histórica cidade de Cuzco, as praias do Noroeste, as misteriosas linhas de Nazca ou o oásis de Huacachina.

7. Valência

Valência, Espanha

Com várias operadoras a oferecer voos low-cost para Valência, não há desculpas para não visitar esta cidade luminosa e dinâmica do sul de Espanha. Aqui irá encontrar praias maravilhosas, rica gastronomia e edifícios de arquitetura ousada e futurista combinados com um centro histórico acolhedor. Sabia que Valência é a terceira maior cidade espanhola? Aproveite o seu cosmopolitismo mediterrânico, delicie-se com a paella e outras especialidades e relaxe ao sol nas suas areias douradas.

8. Rio de Janeiro

Não deixe que a instabilidade política retire beleza ao destino fabuloso que é o Brasil e a sua cidade mais amada: o Rio. Sabemos que não é o destino mais seguro do mundo, mas também sabemos que é um dos mais bonitos do planeta (se não o mais bonito).

Visitar o Rio de Janeiro em julho é sinónimo de menos chuva e menos calor, ainda que os termómetros não desçam além dos 25º. Pode por isso levar o fato de banho na mala e dedicar alguns dias à praia. Mas, não exagere: o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Sambódromo, a Escadaria de Selarón e tantos outros lugares míticos estão à espera da sua visita.

9. Costa Vicentina

Praia da Arrifana, Costa Vicentina

Quer viajar em julho mas prefere ficar por Portugal? É uma ótima ideia, afinal, este é um mês onde, por norma, o bom tempo é uma constante no nosso país. E como ainda não está toda a gente de férias, há espaço na areia para estender a toalha e não é preciso semanas de antecedência para reservar mesa num restaurante.

Sugerimos por isso que se dedique ao litoral alentejano. Praias mundialmente famosas, culinária irresistível e vilas encantadoras, como OdeceixeZambujeira do Mar ou Vila Nova de Milfontes: um mix irresistível.

10. Açores

Outro destino em Portugal para conhecer em julho é o arquipélago dos Açores. É verdade que as suas nove ilhas têm encantos ao longo de todo o ano, mas é no verão que estão reunidas as condições para aproveitar todo o potencial deste paraíso, que inclui lagoas, cumes, vales verdejantes, grutas, fumarolas e outros tesouros naturais incríveis.

Se gosta de incluir eventos especiais às suas viagens, saiba que em julho não faltam nos Açores festas e festivais, como a Semana Cultural das Velas, em São Jorge, ou a Festa do Chicharro em São Miguel. Em Santa Maria há um Festival de Blues e na ilha do Pico, o Cais Agosto começa a 25 de julho, com um programa cheio de músicos conhecidos.

11. Douro

viajar em julho douro

Não precisa sair do país para viajar em julho e ter excelentes experiências. Conhece a região do Douro do nosso país? Com paisagens deslumbrantes e muitos pontos (e pontes!) de interesse, é uma excelente alternativa para uns dias de férias.

Comecemos pela Régua ou, mais precisamente, pelo Peso da Régua, situada bem no coração do Douro. Considerada capital da região demarcada e influente cidade da zona do Douro Vinhateiro, a Régua tem alguns pontos de interesse a não perder: Museu do Douro, Solar do Vinho do Porto, miradouro de S.Leonardo da Galarufa e Capela das Sete Esquinas.

Na margem direita do rio Douro fica o Pinhão, onde estão localizadas muitas das principais quintas produtoras de vinho do Porto. A Estação Ferroviária do Pinhão integra o conjunto principal de património do Pinhão, assim como a Quinta das Carvalhas e o Miradouro de Casal de Loivos – a vista é a não perder!

E já que está no Douro, não deixe de dar um passeio no Pocinho, especificamente na albufeira do Pocinho, de utilização livre, ou seja, permitindo a prática de atividades desportivas e de lazer sem restrições.

12. Aldeias do Xisto

viajar-em-julho

viajar-em-julho

São 27 as Aldeias do Xisto do interior da região centro de Portugal. Distribuem-se pelas belíssimas Serras da Lousã, do Açor, região do Zêzere e Tejo-Ocreza. Entre Coimbra e Castelo Branco, o casario em xisto espraia-se sobre alguns dos mais arrebatadores paraísos naturais. O que dizer das magníficas cascatas, das praias fluviais de água limpa e cristalina, dos trilhos pedestres que rodeiam este património ímpar do território nacional ou mesmo das inúmeras actividades de lazer que as aldeias oferecem?

Faça as malas e parta à descoberta de Portugal. As Aldeias do Xisto têm uma excelente oferta de alojamento e os restaurantes da região oferecem o melhor da gastronomia típica. Na nova plataforma de booking das aldeias – Book in Xisto – poderá reservar uma estadia nas terras do interior com um simples clique ou mesmo traçar um roteiro para umas mini-férias. Espreite, vai ficar maravilhado!

13. Gran Canária

gran canariaFonte: Pixabay/adamkontor

Uma outra excelente opção para viajar em julho é a ilha Gran Canária. Localizada a cerca de 210 km da costa africana, esta ilha paradisíaca é a terceira maior ilha do arquipélago das Canárias.

A Gran Canária oferece um vasto património cultural, o seu litoral é de perder a vista e o clima soalheiro torna este destino ideal para umas férias. Se for em julho, em contraste com agosto, por exemplo, não só poupa alguns euros no alojamento, como encontra menos aglomerações e multidões.

Se procura mais florestas, com fauna e flora riquíssimas e grandes dunas, prefiro o norte da ilha. Se pretende mais praia e dias ensolarados , escolha o sul. Mas seja norte, sul, este ou oeste, vai passar, certamente, uns excelentes dias de férias.

Não deixe de visitar, no sul da ilha, a pitoresca aldeia de Mogán (também conhecida como “Pequena Veneza”), e as zonas de Puerto Rico, Maspalomas, Meloneras e San Agustín.

Molhe os pés nas águas quentes da famosa Playa del Inglés e aproveite para comer e beber muito bem! O que não faltam são locais para degustar umas tapas e cocktails. Imperdíveis são também as dunas de Maspalomas, descritas como “ondas de areia gigantes”, estendidas ao longo da costa sul, cobrindo cerca de 4 quilómetros quadrados.

Não podemos esquecer a capital, Las Palmas, repleta de cultura e história, cosmopolita e com muito para ver e fazer — museus, colecções de arte, arquitetura, parques e lojas.

13. Maldivas

viajar em julho maldivasFonte: Pixabay/12019

E que tal viajar em julho até às Maldivas? De uma coisa nós temos a certeza: não se vai arrepender; aliás, corre o sério risco de querer repetir! As Maldivas são um paraíso na terra. E se pensa que viajar para as Maldivas é sinónimo apenas de banhos de sol e de mar, engana-se, há muito mais para fazer e para desfrutar!

Localizadas no oceano Índico, as Maldivas oferecem uma beleza natural ímpar e um clima fantástico todo o ano; julho não é exceção, daí ser uma boa opção de escolha. Além disso, o povo é muito acolhedor e fá-lo-á sentir-se em casa.

A atividade mais óbvia para fazer nas Maldivas é, naturalmente, fazer praia. A boa notícia é que, na verdade, vai estar quase sempre na praia! Demorará, no máximo, uns dois a três minutos a sentir a areia  fina e macia e a água quente e calma. Além de fazer praia, pode dedicar-se aos desportos aquáticos – há ofertas para todos os gostos!

Entre fazer snorkeling, mergulho com garrafa, atividades em alto mar em equipamentos com ou sem motor, temos que dar destaque ao mergulho e snorkeling, onde terá a oportunidade de contactar com os peixes mais exóticos que alguma vez viu.

Se está nas Maldivas, não perca a oportunidade de visitar uma das ilhas vizinhas: veja o operador de barco que presta este tipo de serviços e rume à aventura!

Uma nota final: não adie muito a visita às Maldivas! Prevê-se que, devido ao aquecimento global e à subida das águas do mar, as Maldivas desapareçam por completo perto do século XXII. Mais uma razão para visitar o paraíso. Boas férias!

Veja também: