Publicidade:

Windows 10: prepare-se que vem aí uma grande atualização

O Windows 10 é um dos softwares mais utilizados em todo o mundo. Depois da última atualização, com falhas graves, a empresa espera emendar o sucedido.

Windows 10: prepare-se que vem aí uma grande atualização
A última atualização foi em outubro de 2018

O Windows 10 é a versão mais recente deste sistema operativo. Lançado em 2015, recebeu atualizações com o passar do tempo, necessárias para reparar pequenos erros e fortalecer a segurança dos utilizadores. Depois do fracasso do último update, a Microsoft anuncia agora uma nova e inovadora atualização.

Microsoft prepara atualização segura do Windows 10


mulher utiliza computador

A nova e muito antecipada atualização está prevista ser lançada ainda durante o mês de maio. Como missão principal tem a tentativa de reverter o falhanço da atualização anterior, lançada em outubro de 2018, e que provocou muito descontentamento entre os utilizadores.

Nesse último update, que aconteceu de forma automática (sem a autorização do utilizador), foram muitas as pessoas que saíram prejudicadas: vários relatos referiam que informação guardada no computador tinha sido instantaneamente apagada com a nova atualização.

A Microsoft espera agora retificar a situação com um novo update mais seguro e que não causará transtorno aos utilizadores do Windows 10. Contudo, a atualização de maio deverá ser a mais pesada, pelo que tudo indica que serão necessários pelos menos 32GB disponíveis para receber a nova versão do software.

Mudanças importantes nas atualizações automáticas

Com a nova atualização do Windows 10, espera-se um reforço da segurança e privacidade do utilizador, nomeadamente no que toca à interdição de vírus no sistema. Este sistema é, de facto, um dos mais conhecidos por “barrar” a entrada a este tipo de malwares, mas tudo indica que serão aplicadas medidas adicionais.

Uma delas é a cessação completa das atualização automáticas que, até aqui, o Windows 10 permitia. Isto significa que, mesmo que o utilizador não desse autorização, o update era feito e não podia ser interrompido. Prevê-se, agora, que haja um maior controlo humano, pelo que todas as atualizações só serão feitas a pedido do utilizador.

A par dessa mudança, chega outra relacionada com a experiência do utilizador. De forma a seguir a tendência das marcas concorrentes, também a Microsoft vai lançar a sua versão de dark mode, que já podia ser utilizado em qualquer browser, otimizada num tema que pode ser ativado a qualquer momento.

mulher usa um tablet microsoft

Fonte da Imagem: Microsoft/Divulgação

Sandbox permite downloads seguros

A forma que a Microsoft encontrou para controlar as aplicações e softwares instalados de forma segura foi através da Microsoft Store, onde reforçou o sistema para impedir a entrada de hackers e, em consequência, a entrada de vírus para os computadores.

À semelhança do que acontece noutros sistemas operativos, todas as outras tentativas de instalação de software são proibidas pelo próprio sistema, a não ser que o utilizador conceda a autorização necessária e, desse modo, concorde com instalações provenientes de fabricantes desconhecidos.

Mesmo com a Microsoft Store, a empresa percebeu que continuam a existir muitos “downloads externos” que precisam de ser controlados de igual forma. É com base nessa necessidade que foi criada a Sandbox, uma “caixa de areia” desenvolvida para garantir que nenhum software malicioso consegue penetrar o sistema dos utilizadores do Windows 10.

A Sandbox funciona como uma espécie de barreira que, depois de ativada, permite que as pessoas façam downloads de instaladores de origem desconhecida e abram a aplicação descarregada. Ao fechar o software, a Sandbox vai garantir que nenhuma informação fica armazenada no computador, apagando todos os dados associados a cada app/programa descarregado.

Assistente virtual recebe melhorias

O Cortana é o assistente virtual da Microsoft e, até agora, não tinha permitia utilização tão intuitiva quanto deveria. Numa altura em que a maior parte, se não todas as marcas, apostam na utilidade dos respetivos assistentes, também era a altura do Windows 10 ser capaz de assistir o utilizador da melhor forma possível.

Não só nos dispositivos móveis se encontrarão mudanças importantes, como também nos computadores. Com a atualização de maio, o Cortana estará acessível a partir de um botão dedicado, separado da barra de pesquisa principal. Assim, o utilizador não perde tempo a recorrer ao assistente, tornando a tarefa mais rápida e intuitiva.

microsoft surface

Fonte da Imagem: Microsoft/Divulgação

Testes desvendaram algumas falhas

Ainda que faltem alguns dias para o lançamento oficial deste update, já alguns erros foram encontrados, que a Microsoft promete resolver até ao dia em que a atualização chega. Alguns testes provaram que o update bloqueia em computadores que tenham dispositivos USB conectados (como pens ou discos externos), pelo que a Microsoft já está a trabalhar para resolver a situação em tempo útil.

Uma das novidades avançadas pela empresa é a inclusão do MS Paint na sua versão nativa, software que não tinha sido contemplado nas atualizações anteriores. Os computadores são, por isso, os dispositivos onde a Microsoft encontrou mais erros durante os testes realizados, pelo que, até à data, o update não teve implicações em dispositivos móveis.

Ainda assim, é importante referir que o desenvolvimento do sistema operativo para esses dispositivos, o Windows Phone, foi interrompido pela Microsoft dado que os utilizadores estavam a preferir outras marcas e modelos, o que não justificava a continuidade do sistema.

Veja também:

Luísa Santos Luísa Santos

Licenciada em Ciências da Comunicação - Jornalismo, Mestre em Multimédia, cantora sem diploma nas horas livres. Trabalha atualmente em Marketing e Comunicação, é viciada em redes sociais e fervorosa adepta do desenrasque.