ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Catarina Reis
Catarina Reis
21 Fev, 2022 - 08:25

10 coisas que nunca deve dizer numa entrevista de emprego

Catarina Reis

Tem uma oportunidade de emprego em vista em que não pode mesmo falhar? Saiba as coisas que nunca deve dizer numa entrevista.

coisas que nunca deve dizer numa entrevista de emprego

Numa entrevista de emprego é normal os candidatos estarem focados em certos aspectos, como adotar a postura correta, em enumerar todos os dados importantes da sua carreira, aspirações, objetivos, etc. Isso poderá por vezes levar a que possam existir pequenos descuidos naquilo que se diz. 

Mesmo que tenhamos a lição bem estudada, há coisas que nunca deve dizer numa entrevista de emprego, e que poderão manchar a nossa intervenção, mesmo quando achamos ter tudo sob controle.

Se tem um sentido de humor apurado e faz questão de o demonstrar ao seu futuro empregador, tenha cuidado: pense antes de falar. Lembre-se de manter uma postura profissional acima de tudo.

As 11 coisas que nunca deve dizer numa entrevista

Tudo o que dizemos durante uma entrevista de emprego, pode ajudar o entrevistador a compreender melhor a forma como as nossas motivações, habilidades e experiência nos tornam no candidato ideal para ocupar o cargo.

Assim, é crucial manter uma atitude profissional e positiva durante qualquer entrevista. O objetivo é demonstrar ao entrevistador que está devidamente preparado para um novo desafio, que é de confiança, que tem uma boa capacidade de adaptação e que vai agregar valor à empresa.

Se se candidatou a uma vaga de emprego recentemente e vai agora ter uma entrevista, saiba que não deve só preparar as perguntas que irá fazer ao entrevistador.

É igualmente importante estar a par das coisas que nunca deve dizer e que podem significar uma bandeira vermelha para o recrutador.

perguntas de entrevista de emprego
1

“Desculpe o atraso, mas…”

Possivelmente esta é uma forma de saltar para um dos últimos lugares na lista de candidatos. Nas entrevistas de emprego, é avaliado o seu comportamento numa série de fatores que são importantes no contexto laboral. A pontualidade é um deles!

Se tiver um imprevisto e perceber que vai chegar atrasado, o mínimo que pode fazer é telefonar para a empresa, explicar o que sucedeu e perguntar se ainda o podem receber.

2

“Ainda não tive muito tempo para pesquisar sobre a empresa”

A regra nº 1 para qualquer candidato que tenha uma entrevista marcada é fazer uma pesquisa sobre a empresa em questão. Desta forma, vai sentir-se muito mais informado e confiante sobre o cargo e a cultura da empresa, por exemplo.

Por isso se o entrevistador perguntar o que está ali a fazer e por que motivo, responda de forma confiante e demonstre que fez o trabalho de casa e que está empolgado.

Uma boa forma para fazer esta pesquisa engloba não só o website da empresa, mas também o perfil do LinkedIn de alguns funcionários atuais e anteriores – tente iniciar uma conversa com eles antes do grande dia.

3

“A minha última empresa era péssima”

Uma das coisas que nunca deve dizer numa entrevista é precisamente esta: “A última empresa onde trabalhei funcionava muito mal”. Afinal, para o entrevistador não importa o quão mau foi o seu emprego anterior.

É extremamente importante que mantenha uma postura positiva e um tom de comunicação neutro, sempre concentrado naquilo que aprendeu em cada experiência e no que ambiciona fazer no futuro.

Assim, se tiver que falar sobre o motivo da sua saída, fale sem qualquer tipo de negatividade e não entre em demasiados pormenores. Seja claro e sucinto para que demonstre ser um bom profissional e acima de tudo de confiança – isto é, que não sairá um dia daquela empresa e falar mal dela a outros recrutadores e profissionais.

4

“O meu antigo chefe era um incompetente”

Por muito que isso seja verdade e que seja importante para si desabafar, fazê-lo diante do seu potencial futuro patrão, poderá sem uma má ideia, e poderá causar má impressão. Na verdade, deverá olhar para o futuro, e não levar para uma entrevista de emprego assuntos passados que transportam uma carga negativa.

5

“Sei que não tenho muita experiência, mas…”

Esta é uma das afirmações mais referidas, especialmente por jovens recém-licenciados ou por profissionais que optaram por mudar de carreira. Contudo, a partir do momento em que pede desculpa pela experiência que não tem, está automaticamente a dizer que pode não ser uma boa contratação.

Além disto, o recrutador pode entender esta afirmação referindo que teria de começar a aprender tudo do zero ou que não é a pessoa certa para o cargo – e esse pode não ser o caso.

Por isso, em vez de chamar a atenção para as suas fraquezas, concentre-se nos seus pontos fortes e fale abertamente sobre as suas habilidades e de que forma as utilizaria para potenciar a função em questão.

6

“Não tenho perguntas”

Na grande maioria das entrevistas é feita a questão “Tem alguma dúvida?” ou “Precisa que esclareça algum aspeto sobre a função?”.

De facto, o intuito do entrevistador no final da entrevista é perceber se o candidato compreendeu a vaga em questão, a cultura organizacional e se existem ou não questões significativas que demonstrarão o seu interesse.

Assim, um bom exemplo de resposta seria: “Pela missão da empresa, sei que querem ser os líderes em vendas de imobiliário de luxo em Portugal. Estou curioso para saber como definem um líder e de que forma pretendem atingir esta meta”.

7

“Qual vai ser o meu ordenado?”

É muito cedo para falar em números. Isso poderá causar a impressão de que a sua prioridade é o salário. Mencione em primeiro lugar a sua experiência e o que vai trazer de positivo à empresa. Antes de colocar a questão do salário, poderá percorrer um longo caminho para conseguir destacar-se dos outros candidatos.

8

“Desculpe, preciso só de atender esta chamada”

A menos que seja um caso de vida ou morte, nunca deverá interromper uma entrevista para falar ao telemóvel. Pode parecer uma simples questão de senso comum, mas muitos candidatos continuam a fazê-lo.

Mesmo que o entrevistador atenda o telemóvel dele, não atenda o seu. Aliás, para seu próprio conforto e para conseguir concentrar-se a 100%, desligue-o antes de entrar na entrevista.

9

“Preciso desesperadamente deste emprego”

Nunca, jamais, atue como se estivesse em desespero. Não vai ser por implorar que lhe vão dar o lugar, pelo contrário esse tipo de pressão normalmente tem o efeito contrário, porque qualquer empregador com sentido ético quererá fugir de uma situação em que lhe pedem um favor…

Apele ao que de bom tem o seu currículo e faça valer as suas competências!

10

“Posso ficar em teletrabalho?”

Poderá não ser o momento para essa questão. Este é um assunto que deverá ser discutido mais tarde, uma vez já admitido no emprego. Causará a impressão de que é um desejo seu trabalhar a partir de casa, o que poderá não ir de encontro às expectativas da empresa que o irá contratar. 

Em última análise, o empregador poderá pensar que não gosta das instalações da empresa, ou que não tem meios de se deslocar para o local de trabalho.

11

“Isso está no meu CV”

Embora a resposta à pergunta do entrevistador possa constar no seu currículo, diga-o sempre pelas suas próprias palavras. O entrevistador poderá estar a fazê-lo não para o aborrecer, ou por preguiça de ler o que lá está escrito, mas sim para procurar mais informações.

Uma boa dica nestes casos é utilizar exemplos para ilustrar determinados dados específicos que constam no currículo.

Dizer que isso está escrito no CV poderá ser interpretado como arrogância, sobranceria ou preguiça em estabelecer um diálogo.

Veja também