ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
13 Jun, 2022 - 12:22

Gigafábrica da Tesla acelera a revolução elétrica automóvel

Valdemar Jorge

A primeira gigafábrica da Tesla na Europa deverá produzir 500 mil automóveis anualmente. Conheça os números da fábrica de Berlim.

Gigafábrica da Tesla em Berlim

O anúncio foi feito em 2019 por Elon Musk, CEO da Tesla. Após três anos e depois de um investimento de 5 mil milhões de euros, a primeira gigafábrica da Tesla na Europa (Gigafactory Berlin-Brandenburg) já produz e o primeiro Model Y, versão Performance, foi entregue pessoalmente por Elon Musk. Que, sabe-se, até dançou, como é seu hábito em ocasiões especiais.

A fábrica Gigafactory Berlin-Brandenburg situa-se em Grüenheide, às “portas” da capital alemã, e posiciona-se como uma unidade fabril das mais avançada, eficiente e sustentável do grupo. As outras fábricas situam-se em Sparks, Nevada (Tesla Gigafactory), Nova Iorque (Gigafactory Nova Iorque) e Shangai (Gigafactory Shangai). A empresa possui ainda instalações em Fremont, na Califórnia e no Texas.

Gigafábrica da Testa: sustentabilidade e produção

A Gigafactory Berlin-Brandenburg ocupa uma área de 300 hectares e integra várias unidades de produção de automóveis, células de baterias, motores elétricos, bem como outros componentes, nomeadamente, peças em plástico, bancos ou eixos para automóveis.

Da nova gigafábrica da Tesla sairão automóveis para todos os mercados europeus onde a marca norte-americana esteja presente. Para que tal seja possível, numa primeira fase, foram contratados 3.000 colaboradores, para áreas tão diversas como operação comercial, engenharia, produção de células de bateria.

Entretanto, o número de contratações, para estas e outras áreas, deverá crescer até aos 12.000 colaboradores, para que a fábrica atinja a capacidade máxima de produção.

Unidade fabril amiga do ambiente

Na fase de arranque a unidade fabril encontra-se preparada para produzir o Model Y e o Model 3. Sendo que o Model Y contempla a versão Performance, mais desportiva, marcando esta a entrada desta variante na Europa.

A produção na Alemanha deverá dar resposta às solicitações dos diversos países europeus evitando, a curto prazo, a importação de veículos automóveis Tesla da América ou da China.

Para além de toda a logística de produção importa realçar que no processo de construção da Gigafábrica da Tesla em Berlin-Brandenburg, foram tidos em conta diversos aspetos ambientais. Pelo que está em marcha um plano de substituição da plantação de pinheiros, existente na zona de implantação da fábrica, por uma floresta mais vigorosa, com maior diversidade de espécies e maior potencial ecológico.

A unidade fabril está ainda preparada para ser eficiente. Por isso deverá consumir menos energia; água e utilizar menos solventes, quando comparada com as outras fábricas do construtor norte-americano de automóveis elétricos.

Tesla Model Y

A Gigafábrica da Tesla na Europa em números

  • Nome da unidade fabril: Gigafactory 4;
  • Fábrica Tesla na Europa: 1.ª;
  • Anúncio de construção: 2019;
  • Início da construção: fevereiro 2020;
  • Ocupação: 300 hectares;
  • Inauguração oficial: 2022;
  • Início de produção: mês de março de 2022;
  • Custo da Gigafactory Berlin-Brandenburg: 5.000 milhões de euros;
  • Fase de arranque: 3.000 colaboradores;
  • Capacidade máxima atingida: 12.000 colaboradores;
  • Modelos Tesla em produção: Model 3 e Model Y;
  • Primeiro modelo produzido: Tesla Model Y, versão Performance;
  • Primeiro dia de produção: 30 Model Y saíram da linha de montagem e foram entregues por Elon Musk;
  • Objetivo inicial por semana até final de 2022: 5.000 a 10.000 unidades;
  • Produção em 2022: 54.000 unidades/ano;
  • Produção em 2023: 280.000 unidades/ano;
  • Produção em 2025: 500.000 unidades/ano;
  • Fábrica de células de baterias gerará acumuladores com capacidade anual: 50 GWh;
  • Primeira unidade na Europa com capacidade de produção de baterias e automóveis elétricos, em simultâneo;
  • Pedido de aumento em 100 hectares da Gigafactory Berlin-Brandenburg começa a ser analisado em 2 de junho de 2022. Deverá receber operação logística e zona de estacionamento.

A Tesla representa 30% do mercado europeu de automóveis elétricos com baterias.

Veja também