Publicidade:

Apostar em TI já está a aceitar candidaturas

Apostar em TI é um programa do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra para quem quer trabalhar nas Tecnologias de Informação.

Apostar em TI já está a aceitar candidaturas
Prazo termina a 28 de janeiro

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) está a aceitar candidaturas à 2.ª edição do programa Apostar em TI que tem como objetivo abrir portas a todos os que procuram integrar o mercado de trabalho das Tecnologias de Informação (TI’s), independentemente dos backgrounds formativos.

Este programa de reconversão profissional, com inscrições abertas até 28 de janeiro, dá resposta ao elevado número de pessoas altamente qualificadas que querem dar um novo rumo aos seus percursos profissionais. O Apostar em TI prepara profissionais para uma área com elevados índices de empregabilidade e com previsão de continuar a crescer.

Desenhado e promovido pelo ISEC e várias empresas na área das TI’s, este programa trabalha competências específicas para sistemas integrados em dispositivos eletrónicos (Embedded Systems), por exemplo em automóveis, equipamentos médicos, entre outros.

Apostar em TI: como candidatar-se


As candidaturas podem ser feitas aqui até ao próximo dia 28 de janeiro. Os selecionados para esta edição, depois da fase letiva, vão ser integrados num estágio remunerado – valor mínimo de 750€ mensais – com a duração de 9 meses, em empresas parceiras do programa.

Vão realizar-se sessões de esclarecimento, com entrada livre, no Departamento de Engenharia Eletrotécnica do ISEC, no dia 23 de janeiro, e nos IEFP de Coimbra, a  14 de janeiro, e do Porto, 18 de janeiro.

A edição de 2019 do programa de reconversão profissional decorrerá entre fevereiro de 2019 e junho de 2020.

O programa Apostar em TI tem a duração total de 14 meses, ou seja, um período de 5 meses de formação letiva e 9 meses de estágio remunerado para consolidação de conhecimentos e formação on-the-job.

Esta iniciativa tem como destinatárias todas as pessoas que procuram competências na área das TI’s, com apetência para a área da Tecnologia, maturidade e fortemente motivados para mudarem os seus percursos profissionais. Dada a exigência do programa, os candidatos deverão ter disponibilidade total quer para a fase letiva, quer para a fase de estágio.

O plano curricular centra-se na Programação C/C++ para Embedded systems, uma área com elevada procura de recursos humanos qualificados, quer a nível nacional, quer a nível internacional. A conclusão com sucesso da fase letiva confere um diploma em “Programação em C para Sistemas Embebidos”, pelo ISEC.

Veja também: