Publicidade:

App Andante vai dispensar uso de passe e otimizar custos

Se é utilizador da Rede Andante vai poder deixar o título em casa, porque leva o cartão de viagens no telemóvel. Saiba tudo sobre a app Andante.

App Andante vai dispensar uso de passe e otimizar custos
A app pretende facilitar a vida dos utentes

A partir de abril de 2018, os utilizadores do Metro do Porto, STCP, comboios urbanos do Porto e das empresas de transportes privados que operam na linha Andante, vão poder deixar o cartão de viagens em casa. A app Andante, denominada “Anda”, vai ser oficialmente lançada.

Se é utilizador dos transportes urbanos do Porto e não deixa o smartphone em casa, a aplicação vai ser uma grande ajuda. Esta aplicação vai funcionar da mesma forma que o passe ou o cartão Andante: tem de a abrir e validar numa das máquinas disponíveis, antes de iniciar a viagem.

A app Andante foi desenvolvida pelos Transportes Intermodais do Porto, em colaboração com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, para facilitar e simplificar a utilização da rede de transportes e adaptar o tarifário mensal às necessidades reais de cada utilizador.

App Andante: como vai funcionar

ALT app andante

Aquando do lançamento em abril e ainda numa primeira fase, a aplicação estará apenas disponível para sistemas operativos Android (ainda não foi possível desenvolver a tecnologia para iOS).

Na semana passada, João Matos Fernandes, ministro do ambiente, explicou que esta é uma solução mais simples para os utentes dos transportes do Grande Porto, visto a app Andante funcionar com uma conta mensal, de onde são debitados ou contabilizados os custos da viagem.

Tal como acontece nos passes mensais, um utilizador que faça um certo número de viagens por mês com um percurso particular, terá um desconto, em vez de pagar o valor de cada uma. Por exemplo, imagine que visita alguém, todos os dias, durante um mês, no Hospital de São João: tem um desconto devido ao número elevado de viagens que realiza.

É importante referir que a opção de papel ainda se mantém. A “Anda” permite também consultar o histórico de viagens e outros custos associados. Pretende-se também descomplicar a confusão com o sistema de zonas. O utilizador terá o valor que efetivamente gastou debitado da conta mensal (recebe fatura em casa), sem ter de pensar no tipo de zona que tem de carregar num Andante tradicional para chegar a determinado destino.

Veja também: