Viajar primeiro e pagar depois. Saiba como funciona o cartão Lisboa VIVA

Nova modalidade de pagamento do Cartão Lisboa VIVA permite viajar sem necessidade de efetuar carregamento prévio do título de transporte.

Viajar primeiro e pagar depois. Saiba como funciona o cartão Lisboa VIVA
SIBS e OTLIS lançam solução pós-paga no cartão Lisboa VIVA

A OTLIS e a SIBS lançaram a solução VIVA Go no Cartão Lisboa VIVA. Trata-se de uma nova forma de pagamento da mobilidade segundo um modelo pós-pago, que debita diretamente na conta bancária do titular o valor de cada viagem, apenas e quando efetuada.

Os aderentes do serviço VIVA Go podem, assim, viajar sem necessidade de efetuarem um carregamento prévio do seu título de transporte, seja passe ou zapping, ou sem terem carregado um bilhete no ponto de venda.

Cartão Lisboa VIVA permite viajar em pós-pago


O titular de um cartão Lisboa VIVA pode dirigir-se a qualquer um dos cerca de 12 mil Caixas Multibanco e ATM Express e efetuar a adesão automática, associando o seu cartão bancário ao cartão de transporte Lisboa VIVA.

Num mesmo cartão Lisboa VIVA, poderá coexistir esta modalidade VIVA Go, para as viagens ocasionais, com os habituais passes ou zapping carregados, funcionando o VIVA Go como alternativa sempre que não existam outros contratos tarifários válidos no tempo e no espaço pretendido.

Os sistemas dos operadores darão prioridade aos títulos de transporte destinados a uma utilização frequente, como os passes carregados e não à modalidade VIVA Go.

Atualmente, existem 2 milhões de cartões Lisboa VIVA em circulação, que podem ser utilizados em 24 operadores de transporte. A modalidade de pagamento VIVA Go poderá ser utilizada nos Operadores CARRIS, CP-Comboios de Portugal, Fertagus, Metropolitano de Lisboa, Metro Transportes do Sul Transtejo e Softlusa, podendo a médio prazo ser alargada aos restantes Operadores de Transporte.

Com esta solução desenvolvida pela OTLIS e a SIBS, milhares de passageiros ocasionais vão poder aceder aos transportes públicos sem terem que se preocupar em adquirir previamente um título de transporte, poupando tempo e ganhando em comodidade, pagando à medida da utilização.

Mais informações na página da OTLIS  >>

Veja também: