Publicidade:

A Câmara Municipal de Lisboa está a recrutar

A Câmara Municipal de Lisboa abriu concurso para recrutar assistentes operacionais e técnicos superiores em diversas áreas. Saiba como se pode candidatar.

A Câmara Municipal de Lisboa está a recrutar
Conheça todas as vagas disponíveis

A Câmara Municipal de Lisboa vai abrir várias vagas para assistentes operacionais e técnicos superiores em diferentes áreas de atividade e formação.

Os 5 concursos externos decorrem até 23 de julho e, com estes, a Câmara de Lisboa pretende preencher dezenas de postos de trabalho.

Recrutamento na Câmara de Lisboa


Técnico Superior – Medicina Veterinária

Estão disponíveis 3 vagas para profissionais com o seguinte perfil:

  • Formação na área;
  • Experiência profissional valorizada;
  • Orientação para o serviço público;
  • Análise da informação e sentido crítico;
  • Iniciativa e autonomia;
  • Otimização de recursos;
  • Trabalho de equipa e cooperação.

Os profissionais selecionados irão elaborar as seguintes tarefas:

  • Colaborar na execução das tarefas de inspeção higiossanitária e controlo higiossanitário das instalações para alojamento de animais, dos produtos de origem animal e dos estabelecimentos comerciais ou industriais onde se abatam, preparem, produzam, transformem, fabriquem, conservem, armazenem ou comercializem animais ou produtos de origem animal e seus derivados;
  • Emitir parecer nos termos da legislação vigente sobre as instalações e estabelecimentos referidos;
  • Notificar de imediato as doenças de declaração obrigatória e adotar medidas de profilaxia determinadas pela autoridade sanitária veterinária nacional sempre que sejam detetados casos de doenças de carácter epizoótico.

Técnico Superior – Engenharia Civil

Para este concurso, a Câmara de Lisboa disponibiliza apenas 1 vaga, para profissionais com formação na área e inscrição como membro efetivo na respetiva Ordem Profissional.

Os técnicos superiores selecionados irão exercer funções consultivas, de estudo, planeamento, programação, avaliação e de aplicação de métodos e processos de natureza técnica e/ou científica inerentes à respetiva área de especialização e formação académica, que visam fundamentar e preparar a decisão.

Assistente operacional – Eletricista

15 vagas para a função de eletricista na autarquia lisboeta, para:

  • Instalar, conservar e reparar circuitos e aparelhagem elétrica;
  • Guiar frequentemente a sua atividade por desenhos, esquemas ou outras especificações técnicas, que interpreta;
  • Cumprir com as disposições legais relativas às instalações de que trata;
  • Localizar e determinar as deficiências de instalação ou de funcionamento, utilizando, se for o caso disso, aparelhos de deteção e de medida;
  • Ser responsável pelos equipamentos sob a sua guarda e pela correta utilização, procedendo, quando necessário, à manutenção e reparação dos mesmos.

Assistente Operacional – Mecânico

Para esta função, existe 17 vagas disponíveis. Cada profissional deverá ser capaz de:

  • Detetar as avarias mecânicas;
  • Reparar, afinar, montar e desmontar os órgãos de viaturas ligeiras e pesadas a gasolina ou a diesel, bem como outros equipamentos motorizados ou não;
  • Executar outros trabalhos de mecânica geral;
  • Afinar, ensaiar e conduzir em experiência as viaturas reparadas;
  • Fazer a manutenção e o controlo de máquinas e motores;
  • Ser responsável pelos equipamentos sob a sua guarda e pela correta utilização, procedendo, quando necessário, à manutenção e reparação dos mesmos.

Assistente Operacional – Jardineiro

Para as 8 vagas disponíveis para a função de jardineiro, a Câmara Municipal de Lisboa pretende, assim, requisitar trabalhadores para:

  • Cultivar flores, árvores ou outras plantas e semear relvados em parques ou jardins públicos, sendo responsável por todas as operações inerentes ao normal desenvolvimento das culturas e à sua manutenção e conservação;
  • Proceder à limpeza e conservação dos arruamentos e canteiros;
  • Quando existam viveiros de plantas, proceder à cultura de sementes, bolbos, porta-enxertos, arbustos, árvores e flores, ao ar livre ou em estufa, para propagação, preparando os viveiros, cravando-os e compondo-os adequadamente;
  • Proceder igualmente à sementeira, plantação, transplantação, enxertia, rega, proteção contra intempéries e tratamentos fitossanitários, podendo eventualmente realizar ensaios para criar novas variedades de plantas;
  • Operar com diversos instrumentos necessários à realização das tarefas inerentes à função de jardinagem, que podem ser manuais ou mecânicos;
  • Ser responsável pela limpeza, afinação e lubrificação do equipamento mecânico;
  • Proceder a pequenas reparações, providenciando em caso de avarias maiores o arranjo do material;
  • Ser responsável pelos equipamentos sob a sua guarda e pela correta utilização, procedendo, quando necessário, à manutenção e reparação dos mesmos.

As candidaturas devem ser formalizadas por escrito ou entregues em mão no Departamento de Gestão de Recursos Humanos da CML, Campo Grande, n.º 27, 10.º E, 1749-099 Lisboa.

Não deixe escapar a abertura dos concursos. Pode consultar todas as informações na página de recrutamento da Câmara de Lisboa.

Veja também:

 

Saiba tudo sobre emprego