Publicidade:

Emprego guarda-florestal: 200 vagas para preencher

A GNR abriu concurso para o ingresso na carreira e categoria de guarda-florestal nas diferentes unidades territoriais. Conheça os requisitos de candidatura.

Emprego guarda-florestal: 200 vagas para preencher
Prazo termina a 11 de março.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) tem 200 vagas para carreira e categoria de guarda-florestal. Este efetivos vão reforçar as equipas de guardas florestais que, através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), vão atuar enquanto polícia ambiental, e no exercício das suas funções, assegurar todas as ações de polícia florestal, de caça e pesca.

Os postos de trabalho para guarda-florestal inserem-se nas unidades territoriais da estrutura orgânica da GNR e SEPNA, conforme se indica:

  • Aveiro – 5 postos de trabalho
  • Beja – 23 postos de trabalho
  • Braga – 5 postos de trabalho
  • Bragança – 23 postos de trabalho
  • Castelo Branco – 20 postos de trabalho
  • Évora – 15 postos de trabalho
  • Faro – 16 postos de trabalho
  • Guarda – 1 posto de trabalho
  • Leiria – 3 postos de trabalho
  • Lisboa – 2 postos de trabalho
  • Portalegre – 16 postos de trabalho
  • Porto – 12 postos de trabalho
  • Santarém – 27 postos de trabalho
  • Setúbal – 20 postos de trabalho
  • Viseu – 12 postos de trabalho

Concurso Guarda-florestal: requisitos de admissão e candidaturas


Condições gerais de admissão

  • Ter nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, por convenção internacional ou por lei especial;
  • Não estar inibido do exercício de funções públicas ou interdito para o exercício daquelas que se propõe desempenhar;
  • Não ter menos de 18, nem ter completado 27 anos de idade, em 31 de dezembro do ano de publicação do aviso de abertura do concurso no Diário da República;
  • Ter aptidão física e psíquica para o desempenho da função e cumprido as leis de vacinação obrigatória;
  • Ter como habilitações literárias mínimas o 12.º ano de escolaridade ou equivalente;
  • Não estar abrangido pelo estatuto de objetor de consciência.

Condições especiais de admissão

  • Ter, no mínimo, 1,60 m de altura;
  • Não ter reprovado mais de uma vez em anterior curso de formação de guardas-florestais ou não ter sido eliminado por falta de mérito ou sanção disciplinar;
  • Não ter sido eliminado dos estabelecimentos de ensino militar ou das forças ou serviços de segurança, por motivos disciplinares ou por incapacidade para o serviço.

Formalização de candidaturas

As candidaturas são efetuadas exclusivamente por via eletrónica, através do preenchimento e submissão de um formulário tipo, de campos simples e parcialmente validado.

Os candidatos devem aceder à página da GNR e manifestar a a intenção de concorrer, indicando, por ordem de preferência, os postos de trabalho a que se candidatam.

Os candidatos devem guardar e imprimir o formulário de candidatura, após a validação da mesma.

Se pretende saber mais sobre o concurso para guarda-florestal, consulte aqui o anúncio publicado no Diário da República.

Veja também:

Inês Silva Inês Silva

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior e com uma pós-graduação em Assessoria de Comunicação pela Escola Superior de Jornalismo do Porto, o seu percurso profissional foi sempre na área da comunicação com a criação dos mais diversos tipos de conteúdos.