Publicidade:

Emprego: Luxemburgo precisa de 3 mil candidatos que falem inglês

Estão a surgir novas oportunidades de emprego no grão-ducado. O Luxemburgo precisa de candidatos que falem inglês, no âmbito da saída do Reino Unido da UE.

Emprego: Luxemburgo precisa de 3 mil candidatos que falem inglês
Ofertas de emprego para grandes empresas

Com a saída do Reino Unido da União Europeia, existem cerca de três mil posições passíveis de ser preenchidas, a ser transferidas para o pequeno grão-ducado. O Luxemburgo precisa de candidatos que falem inglês para oportunidades de emprego altamente qualificadas.

Neste momento, as entidades de recrutamento luxemburguesas estão a ter algumas dificuldades neste sentido, visto existirem poucos candidatos a dominarem a língua inglesa, em detrimento do nativo francês dos profissionais já existentes, apesar de estes serem altamente qualificados.

Emprego no Luxemburgo: posições especializadas para quem fala inglês


As três mil posições que vão abrir no pequeno grão-ducado, devem-se à preferência de grandes empresas como JP Morgan Chase, a Lloyd’s, a FM Global, e outras firmas de investimento, seguradoras e bancos de cariz multinacional, que escolheram passar as suas sedes para o Luxemburgo, após o artigo 50.º ser acionado. Recorde-se que este artigo do Tratado Europeu pôs em marcha as negociações de saída do Reino Unido da UE.

Estas oportunidades de emprego vão tornar o país num novo hub empresarial da União Europeia, cujas necessidades linguísticas procuram ser agora colmatadas. Segundo Jean-François Marliere, sócio-fundador da empresa de recrutamento Marliere & Gerstlauer Executive Search, as posições a preencher são cargos de cariz técnico e tecnológico, para trabalhadores com alto nível de escolaridade e experiência, assim como conhecimentos irrepreensíveis da língua inglesa.

A falta de candidatos que dominem o inglês está a colocar obstáculos, visto a esmagadora maioria conhecer apenas o francês, algo que atraía as vizinhas Bélgica e França. Atenção a estas oportunidades para quem domina o inglês, pode ser o seu próximo passo, assim que a saída do Reino Unido da UE esteja formalizada.

Veja também: