Publicidade:

Fundação para a Ciência e Tecnologia vai atribuir 950 bolsas de doutoramento em 2019

FCT garante que o processo para a apresentação de candidaturas, que decorre até ao dia 28 de março, é mais simples este ano.

Fundação para a Ciência e Tecnologia vai atribuir 950 bolsas de doutoramento em 2019
Bolsas têm duração máxima de 4 anos

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) vai atribuir este ano 950 bolsas de doutoramento, cujo concurso decorre até 28 de março, divulgou hoje a instituição em comunicado.

No concurso de 2018, cujos resultados finais, após análise de reclamações, foram publicados em novembro, a FCT concedeu 963 bolsas, mais 13 face ao número proposto quando o concurso foi aberto.

As bolsas de doutoramento da FCT, que têm uma duração máxima de quatro anos, são subsídios de apoio à investigação científica concedidos anualmente pela instituição aos candidatos que pretendem obter o grau académico de doutor. Para receberem a bolsa, os beneficiários têm de executar o seu trabalho num centro científico ou académico em regime de exclusividade.

A FCT, principal entidade na dependência do Governo que financia a investigação científica em Portugal, refere no comunicado que o processo para a apresentação de candidaturas é este ano mais simples, destacando que “alguns documentos” passam a ser exigidos apenas na assinatura do contrato de bolsa, e não na submissão da candidatura, como é o caso dos diplomas de licenciatura e mestrado.

Veja também: