Publicidade:

Agora é mais difícil guardar imagens do Google: saiba porquê

A nova alteração no Google Images está a mudar o processo de pesquisa de imagens para prevenir o roubo e utilização das mesmas. Saiba mais.

Agora é mais difícil guardar imagens do Google: saiba porquê
Uma tentativa de manter direitos de imagem protegidos

Numa tentativa de manter os direitos de autor de imagens e fotografias mais protegidos, a Google está a alterar a forma como pesquisamos imagens. Esta nova alteração no Google Images traduz-se na remoção do botão que dá a opção de “view image” (ver imagem), que permitia guardar a imagem no computador ou noutro dispositivo.

Deste modo, guardar uma imagem para uso próprio dá mais trabalho, o que pode demover alguns utilizadores e, desta maneira, reduzir a utilização indevida de fotografias, imagens ou trabalhos visuais com créditos e direitos de autor, de forma indevida.

No Twitter, a Google declarou ser uma tentativa de encontrar um equilíbrio entre as necessidades dos utilizadores e as preocupações dos fotógrafos, autores e editores online.

Alteração no Google Images dificulta ‘roubo’ de imagens

Esta mudança resulta da parceria entre a Google e a Getty Images. Os dois bancos de imagens chegaram a um acordo: a Getty autoriza que as imagens de stock e fotografias das suas bases de dados sejam utilizadas pela Google enquanto empresa, e o gigante do motores de busca leva a cabo novas políticas para melhorar a atribuição de direitos a imagens que aparecem na pesquisa.

A pesquisa de fotografias continua a ser possível, mas agora, em vez do “view image”, tem apenas acesso à opção “visit” (visitar), que obriga a visitar a página web onde a imagem está armazenada, para poder retirá-la e usá-la. Em alguns casos, poderá também ser necessário explorar o código fonte na página para conseguir o URL.

ALT alteracao no google images

Também já não existe a famosa opção de pesquisar por imagens, apesar da falta não ser tão notória, e acrescentaram-se novos avisos e declarações de direitos de autor, para tornar os utilizadores mais responsáveis pelas pesquisas.

Esta é também uma boa notícia para os editores e autores dos sites e blogs onde as imagens estão publicadas, visto aumentarem as receitas em termos de visitas e publicidade.

Retirar imagens da Internet torna-se, assim, um processo mais complicado, numa tentativa assumida de frustrar os utilizadores e impedir que imagens sejam roubadas. Espera-se que estas alterações melhorem a relação da empresa norte-americana com fotógrafos e outros sites de imagens de stock, que sempre criticaram a facilidade com que a Google permitia o download de imagens.

Veja também: