Publicidade:

Jeep Renegade estreia novos motores Fiat

É americano, está a invadir a Europa e usa tecnologia italiana. O Jeep Renegade traz novos motores Multiair de 3 e 4 cilindros a gasolina. Conheça-o aqui.

Jeep Renegade estreia novos motores Fiat
Novos motores incluem o Multiair 1.0, de 3 cilindros e 120 cavalos

O Jeep Renegade está a ganhar terreno no continente europeu e, para continuar a conquista no mercado dos pequenos SUV, conta com a mais-valia dos novos propulsores Fiat, ou melhor, do Grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles). O grupo liderado por Sergio Marchionne estava a precisar destas novas alternativas em termos de propulsores a gasolina e a gama Multiair fica agora mais completa e atualizada, graças aos novos motores com bloco em alumínio, disponíveis com 3 e 4 cilindros.

O que promete o Jeep Renegade?

 

O Jeep Renegade é o primeiro modelo a oferecer a terceira geração de propulsores Multiair, o que significa tecnologia com injeção direta a gasolina e sobrealimentação, com turbo de pequenas dimensões e baixa inércia.

O pequeno SUV das terras do tio Sam utiliza o novo propulsor 1.0, de três cilindros, e é o primeiro automóvel da união Fiat/Chrysler a oferecer esta motorização de baixa cilindrada.

A nova opção mecânica debita 120 cavalos de potência, valor que parece ser uma espécie de zona de conforto para estes tricilindricos, e disponibiliza 190 Nm de binário. Como é suposto neste género de motorizações, estão prometidos consumos reduzidos e menores emissões poluentes para o planeta. A transmissão que acompanha o 1.0 Multiair é manual de seis velocidades.

Quem não ficar satisfeito com três cilindros, pode adicionar mais um, recorrendo ao também novo 1.3 Multiair. No caso do 4 cilindros, as opções de potência são duas, 150 e uns ainda mais enérgicos 180 cavalos, com 270 Nm de binário em ambos. Estes novos Multiair usam filtro de partículas e cumprem as regras Euro 6, o que também acontece com os Diesel que equipam o renovado Renegade.

Diesel chega aos 170 cavalos


Apesar de já existentes na gama, os 1.6 e 2.0 Multijet, com 120 e 140 cavalos, respetivamente, foram ajustados para obedecerem às mais recentes normas antipoluição e ambos podem equipar o Jeep com transmissões manuais ou automáticas. O Jeep Renegade também pode albergar o Multijet de 2 litros, com 170 cavalos de potência. Neste caso, fica disponível com uma moderna caixa automática de nove velocidades.

O pequeno jipe… da Jeep usa a mesma plataforma do Fiat 500X e apresenta-se ao serviço com versões de tração integral, para quem gosta de se aventurar em todo o terreno, ou somente às rodas dianteiras.
O Jeep Renegade, irmão mais novo do famoso Wrangler, passa a oferecer assinatura ótica personalizada, ou seja, em LED e formato redondo, e uma grelha dianteira redesenhada.

No habitáculo, a nova consola central apresenta um sistema de infoentretenimento mais atual e condizente com as necessidades e requisitos de quem pretende um moderno SUV com diversas mordomias tecnológicas. Para saber mais sobre os carros da marca que deu origem à palavra jipe, clique aqui.

Veja também: