Publicidade:

Dá o seu NIF para se identificar? Não o faça!

O alerta é da Provedora da Justiça que, através de comunicado, esclareceu que o NIF destina-se exclusivamente ao tratamento de informação fiscal ou aduaneira.

Dá o seu NIF para se identificar? Não o faça!
Entidades públicas não podem pedir NIF para efeitos de identificação

Depois de ter recebido diversas queixas de cidadãos que se opõem a facultar o Número de Identificação Fiscal (NIF) para identificação e registo nas bases de dados de entidades públicas, a Provedora da Justiça, Maria Lúcia Amaral, emitiu um comunicado para esclarecer a situação.

Na nota é referido que “o NIF é um número sequencial destinado exclusivamente ao tratamento de informação de índole fiscal e aduaneira, não podendo ser exigido como meio obrigatório de identificação nas demais situações”.

De acordo com Maria Lúcia Amaral, se um município ou outra entidade pública pretende identificar o seu interlocutor, terá de o fazer apenas por via do número de identificação civil ou passaporte.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].