Publicidade:

Ofertório de Caetano, Moreno, Tom e Zeca celebra a alegria em 6 cidades portuguesas

Depois de passar pela Invicta, os quatro músicos seguem para Figueira da Foz (03/07), Lisboa (05/07), Ponta Delgada (07 e 08/07) e Faro (10/07).

Ofertório de Caetano, Moreno, Tom e Zeca celebra a alegria em 6 cidades portuguesas
Concerto Ofertório de regresso aos palcos portugueses

Caetano Veloso (76) e os filhos Moreno (46), Tom (27) e Zeca (22) regressaram ao palco do Coliseu Porto Ageas, com o concerto Ofertório. Este foi o primeiro dos seis espectáculos dos músicos em Portugal, nesta digressão. Da Invicta, seguem para Figueira da Foz (03/07), Lisboa (05/07), Ponta Delgada (07 e 08/07) e Faro (10/07), depois de já terem subido aos palcos do Brasil, Estados Unidos e Alemanha.

Integram o repertório canções de Caetano já bastante conhecidas pelo público, como “Reconvexo” e “Leãozinho”, e clássicos de Moreno Veloso, como “Deusa do Amor”. O clã também traz na bagagem composições menos conhecidas de Tom e do caçula Zeca, mas com o mesmo talento genético. Outras canções memoráveis como “Oração ao tempo”, “Trem das cores” e “Tieta” entram no repertório para convidar o público a participar de uma verdadeira “celebração da alegria e da reprodução”, como define Caetano Veloso.

As 28 músicas que fazem parte do repertório do concerto, quase todas escolhidas  por Caetano Veloso, compõem uma colcha de retalhos colorida pelas histórias da família de músicos. Caetano Veloso e os três filhos cantam canções de um repertório que evoca e reverencia outros membros da família, como “Ofertório” que dá nome ao concerto e que foi composta para o aniversário dos noventa anos da mãe Dona Canô, “Ela e eu”, uma composição feita para a ex-mulher Dedé, mãe de Moreno Veloso, e “Não me arrependo”, composta para Paula Lavigne, atual companheira de Caetano, mãe de Tom e Zeca, e produtora da digressão.

O cenário, uma das últimas criações do cenógrafo Helio Eichbauer, falecido em julho de 2018, ambienta poeticamente a genial reunião musical dos Veloso, recriando o céu do sertão de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano, terra natal do patriarca da família, e confere um tom lúdico ao concerto.

Ao público portuense coube celebrar mais esta passagem de Caetano Veloso e dos filhos pela cidade, considerada pelo artista “uma das mais bonitas do mundo”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Caetano Veloso (@caetanoveloso) a

Bilhetes à venda >>

Veja também: