Publicidade:

Passe Navegante +65 vai coexistir com passes de alguns municípios e operadores

Além do Navegante +65, alguns municípios e operadores vão manter títulos próprios. Fique a par da lista de títulos válidos na Área Metropolitana de Lisboa.

Passe Navegante +65 vai coexistir com passes de alguns municípios e operadores
Passes são dirigidos a maiores de 65 anos reformados e pensionistas

Numa nota, a Área Metropolitana de Lisboa (AML) clarificou que o passe Navegante +65 é um passe mensal fixo com um custo de 20 euros e válido em todos os serviços de transporte público regular de passageiros nos 18 municípios da AML.

Este passe é válido para maiores de 65 anos, reformados e pensionistas, mas, no caso dos reformados e dos pensionistas, a sua atribuição terá em conta o rendimento mensal do agregado familiar, “que terá de ser igual ou inferior ao salário mínimo nacional”, salientou.

Paralelamente a este passe, alguns municípios e operadores vão manter títulos próprios, dirigidos a maiores de 65 anos reformados e pensionistas.

Os municípios do Barreiro, de Cascais e de Lisboa têm títulos próprios, pelo que, quem é maior de 65 anos, reformado ou pensionista, pode optar por adquirir este passe válido em cada um destes concelhos.

Por outro lado, existem operadores que também têm soluções que permitem a seniores, reformados e pensionistas viajar nos respetivos transportes.

A lista de títulos válidos na AML a partir de 1 de abril pode ser consultada aqui.

Recorde-se que a AML anunciou, a partir de 1 de abril, uma “revolução na mobilidade urbana” que se inicia com a simplificação do tarifário e a criação de um passe único nos transportes públicos dos 18 concelhos que a compõem.

O novo passe Navegante Metropolitano custa no máximo 40 euros mensais por utente e permite viajar em todos os operadores de transportes públicos na AML.

São também criados 18 passes Navegante Municipal, um para cada dos 18 concelhos que integram a AML e, neste caso, permite apenas viajar no concelho para o qual foi adquirido por 30 euros.

O cartão continua a ser o Lisboa Viva e pode ser carregado online, nos balcões e máquinas dos operadores e em caixas multibanco.

A AML integra os municípios de Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].