Publicidade:

Gasolina aumenta pela 13ª semana consecutiva

Se tem um carro a gasolina, prepare-se para desembolsar mais para abastecer. Na 13ª semana consecutiva de aumentos, gasolina sobre 0,5 cêntimos/litro.

Gasolina aumenta pela 13ª semana consecutiva
Cada litro já custa mais 17 cêntimos do que no início de Janeiro

A gasolina voltou a a subir esta semana. Trata-se da 13ª semana consecutiva em que os portugueses têm que desembolsar mais na hora de abastecer, sendo que este já é o maior ciclo de aumentos em quatro anos.

Desde janeiro, a gasolina e o gasóleo já aumentaram 14 vezes e desceram apenas duas.

Na primeira semana de janeiro de 2019 o gasóleo era comercializado nos postos de abastecimento nacionais a 1,341 euros por litro e a gasolina a 1,448 por litro, em termos médios. Atualmente, o preço médio do litro de gasolina 95 em Portugal está nos 1,618 euros. Já o gasóleo custa 1,447 euros, segundo dados da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Ou seja, quem encher um depósito de 50 litros de gasolina vai pagar quase 9 euros mais, em comparação com o início de 2019. No caso do gasóleo, são mais 5 euros por depósito.

O que diz a Comissão Europeia


O mais recente boletim sobre combustíveis da Comissão Europeia indica que Portugal tem a oitava gasolina 95 mais cara dos 28 países da União Europeia, 14 cêntimos acima da média europeia e 27 cêntimos mais cara do que em Espanha.

A diferença de preço de Portugal face a Espanha resulta da carga fiscal, já que, sem impostos, o preço da gasolina é mais barato em terras lusas. Sem carga fiscal, cada litro de gasolina 95 em Portugal custaria 62,8 cêntimos, ou seja, seria mais barata do que os 64,6 cêntimos em Espanha.

De acordo com a DGEG, a 29 de abril cada litro de gasolina 95 custava em média 1,59 euros, dos quais 64,3 cêntimos são imposto sobre produtos petrolíferos (ISP) e 29,7 cêntimos de IVA. Ou seja, os impostos têm um peso de 69% no valor de cada litro.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].