Publicidade:

IRS: Queda nas faturas de educação vai influenciar reembolso

Faturas com despesas de educação diminuíram 34% em 2018, facto este que poderá ter um impacto significativo no valor do reembolso do IRS.

IRS: Queda nas faturas de educação vai influenciar reembolso
Oferta de livros escolares pode ajudar a explicar a redução de despesas

Os portugueses estão mais conscientes da necessidade de pedir fatura com contribuinte, até porque fazê-lo permite recuperar alguns desses gastos no IRS.

Porém, e de acordo com as estatísticas divulgadas, as faturas com despesas de educação registadas no Portal das Finanças sofreram uma descida de 34% em relação ao ano fiscal anterior.

Na base desta descida poderá estar a oferta de livros escolares a todos os alunos que frequentam o ensino público obrigatório. Esta quebra poderá, assim, ter um impacto significativo no reembolso do IRS.

Recorde-se que as regras em vigor determinam que as famílias podem deduzir 30% dos gastos com educação até ao limite de 800 euros, sendo aceites nesta categoria os gastos com propinas, livros escolares, refeições e material escolar sujeito á taxa reduzida ou isento de IVA.

Para saber o impacto que esta redução terá no seu (eventual) reembolso e, por conseguinte, na gestão das suas finanças pessoais, o melhor mesmo é recorrer ao simulador do IRS para ficar logo a saber com o que pode contar.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].