Publicidade:

Regresso de emigrantes. Vêm aí novos incentivos

O Governo vai anunciar novos incentivos para o regresso de emigrantes a Portugal. Há cada vez mais portugueses a desejar voltar ao país.

Regresso de emigrantes. Vêm aí novos incentivos
Emigrantes querem voltar a Portugal

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, afirmou hoje, em Famalicão, que “dentro de dias” o Governo anunciará um “vasto” conjunto de medidas para incentivar e apoiar o regresso de emigrantes a Portugal.

“A nossa aposta é dar cada vez mais apoio ao regresso”, referiu o governante, durante a assinatura de um protocolo de colaboração entre a Câmara de Famalicão e a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas para abertura naquele concelho de um Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de 2.ª geração.

Estes novos GAE dispõem de valências de aconselhamento aos utentes sobre matérias relacionadas com investimento em Portugal, em articulação com o Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID).

Para incentivar o regresso dos emigrantes, o Governo já aprovou o alívio da carga fiscal, uma decisão incluída no Orçamento do Estado para 2019, pagando apenas metade do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) nos primeiros tempos após o retorno a Portugal.

Paralelamente, também já foi lançado o “Roteiro do Regresso”, que orienta o emigrante nas mais variadas matérias, como Segurança Social, assistência médica, situação fiscal, importação de automóveis, cartas de condução, equivalência de qualificações, arrendamentos ou contas bancárias.

“Dentro de dias, será anunciado um vasto conjunto de [novas] medidas para apoiar o regresso dos emigrantes”, referiu José Luís Carneiro, sem especificar. O secretário de Estado sublinhou que “há uma procura cada vez maior” de portugueses emigrados que querem regressar ao seu país.

Veja também: