Publicidade:

Segurança Social vai deixar de enviar carta-cheque a beneficiários

Pagamento de prestações sociais vai passar a ser feito por vale postal, depois de a Caixa Geral de Depósitos ter desistido de prestar os serviços.

Segurança Social vai deixar de enviar carta-cheque a beneficiários
100 mil pessoas vão ser afetadas

A carta-cheque da Segurança Social para pagamento do subsídio de desemprego e outras prestações sociais, bem como de algumas pensões, vai acabar.

A Caixa Geral de Depósitos comunicou que não pretende continuar a renovar contrato em condições que considera “penalizadoras”. Recorde-se que o banco público garante desde 2014 os serviços de carta-cheque de prestações sociais, para beneficiários nacionais e internacionais.

A Segurança Social fez, entretanto saber, que pretende passar estes pagamentos para os balcões dos CTT, por vale postal, e garantiu que os pagamentos não vão ser postos em causa e vão continuar a ser assegurados.

Ainda assim, a Segurança Social apela para que as pessoas tentem receber o pagamento por transferência bancária e está a fazer ações de divulgação dos serviços mínimos bancários, gratuitos e com acesso a cartão de débito.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].