ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
26 Mai, 2022 - 17:00

Outsourcing: o que é, vantagens e desvantagens

Catarina Milheiro

O que é, como funciona e quais as principais vantagens do outsourcing? Tudo o que deve saber sobre este tema.

Outsourcing

À semelhança do que há muito também acontece noutros países, o outsourcing tem vindo a ganhar terreno no mercado nacional.

A verdade é que nos dias de hoje, as empresas já não precisam de um departamento para todas as pequenas tarefas.

Muitas vezes, compensa contratar um determinado serviço a outra empresa ou prestador tendo sempre em consideração um ponto de vista mais estratégico e financeiro.

E é precisamente por isto mesmo que surge o termo outsourcing (também conhecido em português por terceirização). Com o objetivo de reduzir custos e melhorar a eficiência das empresas em geral.

Fique connosco e saiba tudo sobre o tema.

O que é outsourcing?

O termo é uma união de duas palavras em inglês: “out” significa fora e “source” fonte. Por palavras simples, o outsourcing é o ato de recorrer a uma fonte externa para satisfazer uma necessidade.

Assim, o outsourcing prevê que uma empresa contrata outra entidade com o objetivo de realizar determinada atividade/função. Normalmente, trata-se de um serviço específico em que a empresa contratante não tem competência ou interesse e em que a contratada é especialista.

Além disso, também é muito utilizado em empresas onde há escassez de mão de obra para determinadas funções ou em que o custo da mão de obra é elevado. Por exemplo: designers ou desenvolvedores de software.

No fundo, o termo pode ser explorado como sendo o processo através do qual a empresa contratante e a subcontratada estabelecem um relacionamento mútuo, baseado na realização de uma atividade por parte da subcontratada (especialista na área em questão).

mulher a assinar contrato de trabalho de muito curta duração

Quais são as áreas onde é mais comum o outsourcing?

Na verdade, não há limites. Ou seja, existem empresas que oferecem serviços em regime de outsourcing para qualquer área de trabalho: desde Recursos Humanos, Consultoria Financeira, Administração, Estratégia, Marketing, Logística, advocacia, Tecnologias de Informação (TI), entre outras.

Afinal, para quê ter uma equipa interna de TI, se pode contratar uma empresa especializada na área, que faça esse trabalho remotamente e com a mesma qualidade? Esta é a verdadeira questão.

Assim, podem considerar-se diferentes tipos de outsourcing de acordo com as necessidades a suprir. Por exemplo: é bastante comum que as pequenas e médias empresas subcontratem agências de marketing ou comunicação para darem apoio na promoção e venda dos seus produtos e serviços.

Além disto, é possível também observarmos o outsourcing em empresas que não tenham um departamento de Recursos Humanos por exemplo. Ao subcontratem uma agência de recrutamento para apoiar na contratação de um novo colaborador, facilitam processos e são mais eficazes.

Outro tipo de outsourcing muito comum atualmente e que facilita bastante a organização da empresa, é a consultoria financeira e a utilização de um software de gestão.

Vantagens e desvantagens

Para as empresas

Vantagens

O outsourcing é um grande alívio para a maioria das empresas, sendo que algumas das vantagens podem ser:

  • Libertar recursos humanos para as principais atividades da empresa;
  • Evitar a contratação desnecessária de mão de obra extra;
  • Adicionar serviços, novas áreas de atuação e valor à organização;
  • Aceder a tecnologias e a especialistas fora da organização;
  • Eliminar problemas comportamentais, conflitos e dificuldades;
  • Aumentar a competitividade entre empresas;
  • Aumentar a eficiência e produção da empresa;
  • Desempenhar atividades de difícil controlo ou gestão.

Desvantagens

Apesar de não ser certo, por vezes o outsourcing pode levar a alguns problemas, tais como:

  • Pouco envolvimento e má qualidade de trabalho prestado;
  • Perda de know how;
  • Perda de confidencialidade de dados e informações (cibersegurança);
  • Problemas de comunicação;
  • Eventualidade de surgimento de conflitos de interesses;
  • Pouco alinhamento com a cultura e core da empresa;
  • Falta de credibilidade do trabalho apresentado;
  • Falta de controlo sobre as atividades contratadas em regime de outsourcing;
  • Dependência do contratante com o subcontratado;
  • Eventualidade de custos mais elevados do que se as atividades tivessem sido realizadas internamente;
  • Desmotivação dos trabalhadores internos e possíveis despedimentos.

Para trabalhadores

Vantagens

  • Trabalho especializado;
  • Facilidade de gestão de tempo;
  • Maior foco e qualidade de trabalho.

Desvantagens

  • Estagnação profissional;
  • Baixa valorização;
  • Redução de oportunidades de formação para trabalhadores afetos à empresa contratante;
  • Ausência de comunicação e partilha de ideias com outros profissionais;
  • Perda do real sentido de equipa;
  • Desmotivação.

No momento de decidir contratar os serviços a uma entidade externa para desenvolver trabalho numa área nuclear do seu negócio, a empresa deve considerar todos os aspetos possíveis.

Pesando os prós e os contras e dependendo do setor de atividade, o regime de outsourcing pode fazer todo o sentido e representar grandes benefícios.

5 razões para apostar em outsourcing em 2022

Reduzir ou controlar custos

Ter recursos próprios em áreas muito específicas, acarreta custos significativos inerentes a qualquer contrato de trabalho especializado, muito superiores aos suportados em regime de contratação de serviços externos.

Aumento da produtividade

Distribuição de competências, permitindo que cada função seja desempenada por profissionais competentes para o efeito, promove a produtividade assim como a qualidade.

Aumento da competitividade

Se todas as necessidades tiverem a melhor resposta, a empresa, como um todo, torna-se mais competitiva no mercado.

Foco no cliente

Garantido o perfeito desempenho nas áreas específicas do negócio, entregando a responsabilidade a parceiros externos entendidos nas matérias, a empresa pode focar-se no cliente, nomeadamente no que respeita ao atendimento, fidelização e apoio pós-venda.

Redução de riscos

Quanto maior o know how menor o risco de falhar. Assim, o outsourcing representa para as empresas uma estratégia para suprir necessidades específicas que vão para além dos conhecimentos e competências internos.

Legislação que tutela o regime de outsourcing

Em Portugal, ainda não existe uma legislação específica para o enquadramento das relações de outsourcing para as empresas e trabalhadores.

A lei geral do trabalho que permite o estabelecimento de contratos em diferentes regimes (sem termo, a termo, temporários ou de prestação de serviços) aplica-se, igualmente, a esta modalidade de trabalho.

outsourcing é uma realidade há muito no mercado nacional e internacional. Nuns casos pela redução de custos e noutros como complemento ou reforço de valor, esta forma de trabalhar veio para ficar e apresenta grandes vantagens.

Veja também