Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
21 Set, 2022 - 19:09

4 cidades para viver no interior de Portugal

Catarina Milheiro

Está a pensar em mudar de casa? Conheça as vantagens de viver no interior e conheça os incentivos do Governo.

E se dissermos que os efeitos da pandemia nos trouxeram uma solução inesperada para os meios mais rurais, acredita-se? Se há uns anos se falava em formas para desacelerar a evolução tecnológica e a saída de muitas pessoas dos meios rurais, atualmente o cenário está diferente. A verdade é que toda a situação causada pela pandemia, fez com que muitos optassem por viver no interior, adotando assim um estilo de vida mais calmo, sustentável e mais barato.

São já inúmeros os estrangeiros que estabeleceram a sua residência nas zonas mais interiores do nosso país. No entanto, a ideia parece ainda não agradar a todos os portugueses.

Mas será que estamos a par das vantagens associadas à mudança para o interior? Estamos cientes dos apoios que o Governo tem atualmente? Respondemos a estas e outras questões no artigo, fique connosco.

Viver no interior de Portugal

Talvez porque a oferta limitada de oportunidades de trabalho comparativamente com os distritos do litoral ainda continua a ser um problema para muitos, as pessoas acabam por nem pôr em questão mudarem-se com as suas famílias para viverem no interior.

No entanto e apesar disso, as vantagens de viver no interior de Portugal são já várias e devem ser tidas em consideração quando o assunto é mudar de vida, mudar de casa ou economizar até.

As vantagens associadas a esta decisão

Baixo custo de vida

Uma das grandes vantagens de viver no interior é precisamente o mercado imobiliário. Se optar por fazer uma rápida pesquisa, verá que os preços são bastante apelativos, com valores muito abaixo dos que encontramos nas grandes cidades como em Lisboa ou no Porto – ou mesmo nos seus arredores.

Mas esta diferença de preços não está só associada à compra e venda de casas. Na verdade, também o mercado de arrendamento dispõe de valores muito abaixo do que esperamos quando procuramos no litoral do país.

Para além disto, no interior de Portugal vai encontrar uma diversidade enorme, com todas as tipologias e estilos para todos os gostos – não pense que encontrará apenas imóveis antigos e rústicos.

O baixo custo de vida está ainda relacionado com o preço dos bens, que nestas zonas é sempre muito mais barato e ainda com as taxas municipais e gastos que podem não se aplicar (ao contrário das cidades). Por exemplo: parques de estacionamento, obrigatoriedade de fazer refeições fora de casa ou passes de transportes.

Segurança

Sabia que os crimes são menos frequentes no interior de Portugal? Claro que isto não significa que não existem problemas sociais alguns. Contudo, saiba que ainda é possível encontrar zonas no nosso país em que não são necessários alarmes ou sistemas de videovigilância.

Optar por viver no interior vai trazer-lhe uma maior segurança para si e para toda a sua família. Por consequência, irá sentir-se mais feliz, tranquilo e relaxado.

Maior qualidade de vida

Ao mudar para o interior, pode esquecer as reuniões de condomínio. Aqui há um sentido enorme de comunidade e as pessoas tendem a manter um grande espírito de entreajuda.

O que significa que, se for alguém que aprecie a natureza, o ambiente, que respeite os outros e que goste de ser respeitado, a hospitalidade do interior vai com certeza conquistá-lo.

Já pensou em acordar e poder respirar o ar puro do campo? Esquecer o ruído da cidade e do tráfego logo pela manhã e poder desfrutar do seu pequeno-almoço em paz e em família? Não há nada como o sossego que estas zonas nos trazem, principalmente se vivermos lá.

Uma vida mais saudável

Todos nós sabemos que é nos distritos do interior do nosso país que surgem as tradições que ainda nos definem enquanto povo. Falamos dos produtos frescos vindos da horta, do pão caseiro, dos enchidos e até da fruta da época.

Viver no interior permite-lhe não só fazer o seu próprio cultivo de alguns legumes e frutas, como ainda adquirir estes produtos biológicos a um preço muito mais em conta.

Incentivos para viver no interior

Para todos os que pensam nesta mudança existem apoios para viver no interior do país. Evidentemente que há alguns pré-requisitos que devem ser cumpridos (dependendo do tipo de apoio e dos concelhos, pode consultar aqui o mapa).

No entanto, o programa de apoio mais conhecido pelos seus incentivos para ir viver no interior está disponível para novos contratos de trabalho por conta de outrem, para os que pretendam criar o seu próprio emprego ou registem uma empresa num local considerado como território do interior.

Sabia que estes apoios incluem também incentivos monetários? Esta medida está prevista para os empresários que criem emprego na lista de territórios. No fundo, o objetivo é dinamizar as áreas onde a taxa de desemprego é o principal fator de desertificação.

4 cidades para viver no interior

Se viver no interior começa a ser uma opção para si, deixamos algumas cidades onde as casas são mais baratas e a qualidade de vida é maior. Tome nota.

1.

Castelo Branco

Se o que pretende é viver perto da natureza sem colocar completamente de lado o ritmo da cidade, esta é a cidade perfeita. Está equipada com todas as infraestruturas necessárias para circular de um lado para o outro com facilidade e repleto de serviços.

No entanto, se prefere o calor em vez do frio talvez tenha de repensar. Aqui as temperaturas no inverno podem chegar aos 4ºC. Relativamente à oferta de imóveis, saiba que esta é a terceira cidade com casas mais baratas para arrendar e comprar.

2.

Viseu

Viseu foi considerada pela DECO Proteste como a cidade com melhor qualidade de vida (os critérios foram o custo de vida, a criminalidade e a segurança e a limpeza e gestão de resíduos).

Aqui encontra um clima mediterrâneo, com verões secos e quentes e os invernos frios e bastante húmidos. Encontrará facilmente comércio, escolas, hospitais e serviços em qualquer zona.

3.

Lamego

Situada na região de Trás-os-Montes, Lamego é o local perfeito para quem seja muito próximo da religião.

Além disto, aqui vai encontrar um património cultural imenso, bem como uma tradição gastronómica diversa. Em relação ao preço dos imóveis, este também fica bastante abaixo dos atuais preços de mercado em cidades como Porto, Lisboa ou Coimbra.

4.

Fundão

Conhece as cerejas do Fundão? É precisamente desta região que falamos: onde a Serra da Estrela e a Serra da Gardunha mesmo ao lado, respirar ar puro nunca foi tão fácil.

Há várias atividades para fazer, especialmente para quem gosta de se manter em contacto com a natureza. Desde caminhadas, passeios de bicicleta ou até piqueniques, o importante é ser criativo.

Se fizer uma rápida pesquisa sobre o mercado imobiliário no Fundão, rapidamente irá perceber que os preços de terrenos para comprar, assim como os de casas para alugar ou comprar, são muito mais baixos também.

Veja também