6 dicas para escolher um crédito pessoal

Se está no mercado à procura de um crédito pessoal, partilhamos consigo 6 dicas para que faça a melhor escolha possível. 

No entanto, apesar de todas as dicas que possam surgir, para escolher um crédito é fundamental que faça várias simulações e analise bem o mercado.

6 dicas para escolher um crédito pessoal
Não subscreva nenhum crédito pessoal antes de ler este artigo

Quando nos aventuramos a fazer uma pesquisa de um crédito pessoal, podemos ficar surpreendidos com o vasto leque de opções. Se por um lado é bom existir opção de escolha, por outro lado é normal que fiquemos um pouco perdidos em tanta oferta. Para isso, seleccionámos 6 dicas fundamentais que deve ter em conta na altura de escolher o seu crédito.
 

1. Para que quero um crédito pessoal?

Antes de qualquer coisa, é importante definir porque precisa de um crédito pessoal e estabelecer desde logo o montante máximo que quer pedir. Isto ajuda em muito a não pedir mais dinheiro do que aquele que realmente precisa. Depois, tenha também em atenção:
  • A sua liquidez financeira;
  • De que forma poderá pagar este empréstimo.
 

2. Faça uma pesquisa exaustiva a todas as TAEG

A Taxa Anual Efectiva é a taxa onde estão contemplados todos os encargos associados a um empréstimo pessoal. Como é uma taxa que varia de entidade para entidade, perceba bem qual a mais vantajosa do mercado. 
 

3. Relação com os bancos

Se tem mais do que um empréstimo na mesma entidade bancária, procure primeiro aconselhar-se junto dela. Em grande parte das vezes os bancos dão privilégios aos créditos solicitados por clientes que já têm mais do que um empréstimo na entidade.
 

4. Faça um seguro

Peço um crédito pessoal e falam-me de seguros? Sim, é verdade. O seguro de protecção associado aos créditos é muito importante. Se lhe acontecer alguma coisa, este produto garante-lhe segurança. Não descure esta questão.
 
TOME NOTA:
Não descure a escolha do crédito pessoal indicado para si! Se está à procura de um montante entre 500€ e 4500€ com mensalidades suaves, o E-konomista sugere o Crédito Pessoal Cofidis.

5. Crédito pessoal através de um banco ou de uma instituição financeira?

Este é uma das questões que suscita mais dúvidas. É importante que saiba também que o crédito pessoal é possível de ser subscrito através de:
 
- Entidades bancárias: a subscrição é normalmente um processo presencial e passa por questões mais burocráticas, mas traz vantagens, nomeadamente ao nível de segurança e de taxas mais baixas.
 
- Instituição financeira: existe muita oferta de mercado onde pode pedir o seu crédito pessoal online e na hora, sendo o processo muito mais simples. No entanto, esteja atento a esta modalidade, porque nestes casos as taxas são superiores e poderá ficar com um empréstimo mais pesado.


6. Faça várias simulações

Nunca parta para um crédito pessoal sem fazer várias simulações primeiro. Tire partido dos simuladores online. É fundamental que analise o mercado e perceba o produto financeiro que mais se adequa a si.
 
 
Veja também: