AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

7 Erros comuns a evitar no curriculum vitae

Os 7 erros mais comuns encontrados num curriculum vitae, bem como a forma de os evitar. Faça com que o seu CV não volte a ser ignorado por quem o lê.

7 Erros comuns a evitar no curriculum vitae
Os erros que o seu CV não deve apresentar

O curriculum vitae é uma ferramenta decisiva para encontrar emprego. Habitualmente, a primeira vez que um recrutador olha para ele não perde muito tempo com essa tarefa. Só depois, numa segunda fase, é que vai ao pormenor, mas entre estas duas fases já muitos curricula vitae foram para o lixo. Assim, é determinante evitar erros (muito comuns) num curriculum vitae e captar a atenção de quem recruta logo na primeira impressão. Conheça os 7 erros comuns no currículo vitae e como os evitar:

1. Erros ortográficos ou gramaticais

É difícil conseguir pior primeira impressão num curriculum vitae do que a conseguida com erros ortográficos ou gramaticais. Não parece plausível que um empregador vá confiar em alguém que envie o curriculum vitae com este tipo de erros. Uma imagem descuidada e pouco preocupado ficar-lhe-á imediatamente associada. Leia e releia o seu curriculum. Use um corretor ortográfico, se necessário.


2. Má formatação do curriculum 

Apresentar um curriculum vitae mal formatado, com tipos e tamanhos de letra, por exemplo, excessivamente diversificados pode prejudicar a leitura. Se for apresentar o curriculum vitae em papel tenha, também, especial atenção com a qualidade do mesmo e da impressão.


FIQUE ATENTO:
Se quer receber mais notícias gratuitas como esta, basta registar-se no E-Konomista. Toda a informação sobre emprego actualizada ao minuto.

3. Demasiado curto/extenso

Não existe nenhum tamanho fixo para um curriculum vitae. Cada um teve o seu percurso profissional e académico e, por isso, diferentes experiências. Além disso, é possível preferir vários tipos de curricula vitae. No entanto, não opte por algo muito extenso, há sempre informação dispensável ou até desaconselhável para determinado cargo em específico. Por outro lado, também não apresente um curriculum demasiado curto, ocultando informação essencial. Como linha orientadora use, no máximo, três páginas.


4. Colocar detalhes pessoais (irrelevantes) no início do CV

É um erro muito comum. A primeira parte (cabeçalho) do curriculum vitae é muito importante pois é o primeiro impacto para o recrutador. Desperdiçar esse impacto com detalhes irrelevantes como a data de nascimento, morada completa, número da carta de condução, do cartão de cidadão, etc., não é uma boa opção. Coloque, apenas, nome, cidade, contactos (telefone e email) e, eventualmente, um link para site pessoal ou perfil de Linkedin.


5. Demasiado genérico

Adapte o seu curriculum a cada cargo que está a concorrer. Embora alguns possam ser semelhantes haverá algum foco diferente que deve destacar. Esse mesmo foco (requisito) deve ser enfatizado no seu curriculum vitae. Além disso, dar um nome ao seu ficheiro de CV como: “José Pereira – CV II.pdf” dá-lhe o tal carácter de “demasiado genérico”, mostrando que só muda a versão do ficheiro para cada cargo.


6. Uso de longos parágrafos para descrever experiências anteriores

Em vez de usar longos parágrafos para descrever as suas experiências profissionais/sociais/académicas anteriores opte por listas com bullets, por exemplo. Facilita a leitura e o gosto pela mesma.


7. Fotografia desadequada

Uma fotografia desadequada para ser inserida num curriculum vitae (ainda) é um dos erros mais comuns. Escolha uma fotografia com cariz profissional, pois é precisamente para isso que está a ser avaliado. Fotografias em ambientes informais ou excessivamente formais para o cargo são totalmente de evitar.


Veja também: