9 erros a evitar quando vai às compras

Semana após semana, mês após mês, os gastos nas compras teimam em não baixar?  Descubra os erros que está a cometer.

9 erros a evitar quando vai às compras
Não gaste mais do que precisa!

Se é daquelas pessoas que seguem à risca o bê-à-bá das boas práticas no supermercado - faz uma lista, não vai de estômago vazio, etc, é fácil desanimar quando, ainda assim, se torna difícil poupar. Mas será que sabe realmente quais são os maiores erros que comete quando vai às compras?
 

1. Comprar semanalmente

Consegue controlar melhor que percentagem do seu rendimento é destinado à alimentação se, uma vez por mês, adquirir em promoção bens não-perecíveis para acomodar no congelador e na despensa, delegando as idas semanais apenas para os bens perecíveis (fruta, legumes, carne, etc). Neste caso, não se esqueça de analisar os folhetos semanais das várias cadeias - é meio caminho andado para fazer a melhor escolha.
 
 

2. Comprar em função de uma única receita

Se vai experimentar uma receita nova em breve, saiba que ao escrever a lista do que precisa está a caminho de um segundo erro de poupança. Em média, apenas ⅕ dos artigos que adquirir vai estar com preço especial, pelo que o mais sensato é escolher receitas e planear refeições tendo como base aquilo que já tem em casa ou o que está em promoção numa dada altura.
 
 

3. Cair nas ciladas de marketing

Este é um erro clássico e um dos mais difíceis de contrariar. Imagine, por exemplo, que no final de um determinado corredor encontra um mix de bolos com desconto, e que imediatamente ao lado está uma deliciosa cobertura para esse mix de bolos, sem desconto. Vai, naturalmente, sentir-se tentado a levar o conjunto, mas se procurasse melhor veria que, a meio desse mesmo corredor, ia encontrar uma cobertura igualmente boa... e mais barata. Este tipo de truque está presente por todo o supermercado, muitas vezes de forma tão subtil que nem reparamos (até vermos a fatura).
 
 

4. Não verificar o preço por unidade

Este é outro dos erros mais comuns quando vamos às compras, mas também um dos mais fáceis de evitar. Imaginemos que uma embalagem de sumo de laranja ‘’de marca’’ está em promoção e apresenta um preço inferior ao sumo de laranja da marca branca. Se o peso da embalagem do primeiro for inferior ao da embalagem do segundo, o preço por unidade vai ajudá-lo a perceber qual é, de facto, a escolha mais acertada.
 
 

5. Não procurar alternativas

Tendemos, muitas vezes, a comprar os mesmos produtos sem verificar se existe uma alternativa mais barata. Da próxima vez que for às compras, ao invés de ir ao encontro daquela marca estrategicamente posicionada ao nível do seu olhar, procure também nas prateleiras do topo e nas de mais baixas, pois poderá encontrar um produto em tudo semelhante e a um melhor preço.
 
 

6. Comprar alimentos preparados

Todos nós cometemos este erro de quando a quando, por preguiça, pressa ou conveniência. Os alimentos preparados podem custar até quatro vezes mais do que aqueles que não foram colocados numa embalagem. Por exemplo, cenouras-bebé descascadas e vendidas num acondicionamento em plástico, custam o dobro e não permanecem frescas tanto tempo.
 
 

7. Não usar os cartões de desconto...

Já aqui falámos das imensas vantagens de adquirir cartões de cliente de um ou mais supermercados. Se na hora de pagar verificar que se esqueceu do cartão em casa, a maior parte dos supermercados consegue atribuir os descontos a que tem direito se fornecer, ao operador de caixa, o número de telefone associado ao cartão.
 
 

8. ...ou cupões

O mesmo se passa com os cupões de desconto, um dos maiores recursos de poupança ao nosso dispor. A maior parte dos sites dos supermercados já permite o acesso aos cupões a partir do número de cartão de cliente. Não se esqueça de verificar, também, se lhe é vantajoso adquirir algum produto que traga cupão na embalagem - logo, com desconto. E, claro, pode sempre seguir as suas marcas preferidas no Facebook e estar a par dos últimos cupões e promoções.
 
 

9. Não verificar a conta

Por último mas não menos importante: verifique sempre a fatura antes de sair do supermercado de forma a garantir que lhe foram registados todos os descontos, cupões e outras ações promocionais a que tem direito. Nem sempre os scanners das caixas registadoras são actualizados a tempo de “reconhecerem” uma determinada promoção, por isso o melhor é mesmo não deixar de estar atento!
 
Veja também: