Alternativas aos depósitos a prazo

Conheça as alternativas aos depósitos a prazo. Saiba quais os investimentos financeiros disponíveis que rivalizam com o depósito a prazo.

Alternativas aos depósitos a prazo
Quais as alternativas aos depósitos a prazo?

Os depósitos a prazo mantêm-se como um dos produtos financeiros mais procurados nacionalmente, mas as suas, já tradicionalmente baixas, reduções nas taxas de juro levaram muitos portugueses a procurar alternativas aos depósitos a prazo. Além disso, apesar de todas as vantagens associadas aos depósitos a prazo, como o menor risco, existem investidores que procuram alternativas mais compensatórias do ponto de vista de retorno do investimento, ainda que mais arriscadas. Conheças as alternativas aos depósitos a prazo.


Certificados de aforro

Os certificados de aforro voltaram a ser atrativos para os investidores desde as alterações operadas nas suas caraterísticas. Até final de 2016 este produto financeiro tem um prémio fixo de 2,75%, superando logo à partida grande parte da concorrência. Além disso, as suas taxas de juro são revistas trimestralmente. Os prémios de continuidade são mais um atrativo para os investidores que queiram fazer investimentos de longo prazo.


Obrigações de empresas

As obrigações de empresas são títulos de dívida de empresas que um investidor adquire para, no final do prazo estabelecido, receber o montante investido mais os juros acordados. Também pode vender as obrigações antecipadamente sempre que as mesmas estejam em alta (semelhante ao procedimento no mercado de ações). As obrigações têm um risco mais elevado que os depósitos a prazo, mas pode obter retornos mais vantajosos.


Fundos de tesouraria

São fundos de investimento que se caraterizam pelo baixo risco apresentado, pelas (habituais) baixas comissões e por procurarem investimentos de curto prazo e elevada liquidez. Os títulos da dívida pública são os dos exemplos disponíveis no mercado. Por tudo isto, são das alternativas aos depósitos a prazo mais usadas. As empresas utilizam também estes fundos de tesouraria de forma a rentabilizar o capital disponível. 


Fundos de Plano Poupança Reforma (PPR)

Destacam-se por serem um investimento de médio a longo prazo e que têm como principal objetivo (dos investidores) obter uma poupança extra, com um nível de retorno atrativo, para ser utilizado durante a idade de reforma.


Veja também: