Guia essencial da Bolsa Nacional de Formadores

Saiba o que é a Bolsa Nacional de Formadores do IEFP, a quem se destina e quais são as suas principais funcionalidades.

Guia essencial da Bolsa Nacional de Formadores
Um portal para formadores certificados

Numa breve definição, um formador é um profissional responsável pela dinamização, orientação, acompanhamento e avaliação de um grupo de formandos, ao longo de um determinado período de aprendizagem. Para todos eles, existe uma Bolsa Nacional de Formadores. Se é ou quer ser formador deve conhecer esta rede.

Existem milhares de formadores em Portugal, em diversas modalidades de formação, desde cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), cursos de Aprendizagem, medida Vida Ativa, Formações Modulares Certificadas, entre outras. 
 

Bolsa Nacional de Formadores do IEFP

A Bolsa Nacional de Formadores é uma aplicação informática que reúne, numa única plataforma, dados de milhares de formadores certificados, incluindo os formadores que estão isentos do CCP (Certificado de Competências Pedagógicas).

Desta forma, é possível pesquisar por múltiplos perfis, regiões, áreas de educação e formação e ter acesso a informação curricular detalhada.

Esta bolsa, disponível através do portal NetForce (Portal para a Formação e Certificação de Formadores e outros profissionais), permite ao IEFP agregar um conjunto de informações que facilita a gestão de todos esses formadores que se encontram devidamente certificados.
 


Como é feita a inscrição na Bolsa Nacional de Formadores?

A inscrição na Bolsa Nacional de Formadores é realizada automaticamente, assim que for emitido o CCP ao formador.

Os que possuem habilitação profissional para a docência e os docentes do ensino superior universitário e politécnico estão isentos do CCP, ao abrigo do n.º 2 do artigo 2.º da Portaria n.º 214/2011, de 30 de maio. Assim, os formadores que beneficiem do regime de isenção só precisam de entregar à entidade formadora um comprovativo da sua situação.

Esses formadores isentos poderão, posteriormente, inscrever-se na Bolsa Nacional de Formadores através de uma candidatura espontânea.

Os formadores com habilitação profissional para a docência estão isentos sem limite temporal. Quem apresentar um comprovativo de carácter temporário (por exemplo, alguns docentes do ensino superior) fica inscrito na bolsa durante um ano. Depois disso, terá de renovar a inscrição a fim de manter o regime de isenção.

A inscrição na Bolsa Nacional de Formadores decorre unicamente no portal NetForce, onde cada formador deverá manter o seu registo e os seus dados atualizados, na sua área pessoal.
 


Quem pode pesquisar os dados dos formadores inscritos na bolsa?

Apenas as entidades devidamente registadas no portal NetForce podem consultar e pesquisar a Bolsa Nacional de Formadores. É possível pesquisar por áreas geográficas, por áreas de educação e formação, pelo nome dos formadores, pelo número do CCP, por habilitações académicas, assim como por experiência profissional ou formativa.
 


Como é que pode gerir os seus dados pessoais no portal?

Cada utilizador pode definir quais são os dados que permanecem públicos e quais são os dados que se mantêm privados. Por conseguinte, os formadores têm a possibilidade de alterar essas definições a qualquer altura. Podem e devem, igualmente, atualizar os seus dados.

Quando consultam o portal NetForce, as entidades formadoras visualizam apenas os dados públicos de cada formador.
 


Outras utilizações do portal NetForce

Para além de divulgar a Bolsa Nacional de Formadores, este portal também divulga cursos de formação pedagógica de formadores, ofertas de emprego para formadores e emite, ainda, o CCP (Certificado de Competência Pedagógicas). O NetForce também permite o acesso à plataforma E-Learning do IEFP e ao portal NetEmprego, especializado na procura e na oferta de emprego.

Veja também: