AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Carreira militar: prós e contras

Será que a carreira militar ainda é uma porta de entrada para uma situação profissional estável? Como ingressar na carreira militar? Fique a saber!

Carreira militar: prós e contras
Carreira militar, uma opção para o seu futuro profissional?

Enriqueça o seu CV e aumente as hipóteses de ser contratadoSaiba como
Apesar da crise económica que se sente há vários anos no nosso país, o número de efectivos nos serviços militares portugueses não tem aumentado. A carreira militar é uma opção para muitos jovens que ambicionam um percurso académico menos dispensioso e uma vida profissional estável. Conheça os prós e os contras desta opção de carreira.


Carreira militar, uma opção para o seu futuro profissional

Se pretende ingressar na carreira militar, saiba que pode fazê-lo através das três principais instituições da Defesa Nacional – A Força Aérea, o Exército e a Marinha. Todas possuem oferta formativa adequada aos requisitos do Processo de Bolonha! A maioria dos cursos tem uma duração de 5 anos, mas há cursos que se prolongam por 6 ou 7 anos.

1) Academia da Força Aérea 
Na Academia da Força Aérea, os cursos disponíveis são variados e em diferentes áreas: Piloto aviador, Administração Aeronáutica, Engenharia Eletrotécnica, Engenharia Aeronáutica, Engenharia de Aeródromos e Medicina.

2) Academia Militar
Destacam-se as seguintes ofertas de formação: Ciências Militares, Administração Militar, Engenharias diversas e áreas da Saúde – Medicina, Ciências Farmacêuticas, entre outras.
Em Mestrado integrado.

3) Escola Naval
A Escola Naval tem as seguintes ofertas de Mestrados Integrados: Marinha, Engenharia Naval Mecânica, Engenharia Naval - Ramo Armas e Eletrónica, Fuzileiros, Administração Naval e Medicina.



Como posso ingressar nestes cursos?

Nas três instituições, é necessário prestar provas de aptidão física e psicológica de natureza diversa. Em muitos casos, é imprescindível dominar a Língua Inglesa. No caso da Escola Naval, além das provas físicas é necessário prestar provas de adaptação ao meio aquático.



Regime de Internato

Durante a frequência dos cursos nas academias das Forças Armadas, os estudantes vivem em regime de internato, com uma rotina diária que integra as aulas, as atividades extracurriculares, o desporto, a investigação e as atividades culturais e recreativas. Após terminarem as atividades diárias, os alunos podem ocupar os seus tempos livres dentro ou fora da instituição em atividades de lazer.

Existem períodos de licença para sair da Academia. Habitualmente os alunos têm o fim-de-semana livre, assim como os períodos de férias escolares, idênticos ao calendário das outras universidades.



Propinas e Remuneração

Os alunos da Academia Militar estão isentos do pagamento de propinas, matrículas e inscrições. Para além disso auferem um vencimento mensal que corresponde a: 165,34 € no 1º ano, 206,68 € no 2º ano, 248,02 € no 3º ano, 330,68 € no 5º ano, 749,09 € no 5º ano, 1.147,64 € no 6º ano e 1.241,72 € no 7º ano.

Os estudantes têm também direito a alojamento e alimentação por conta do Estado, fardamento, assistência médica, medicamentosa e hospitalar, material de estudo e apoio social.



Rescisão de contrato

A rescisão de contrato com as Forças Armadas obriga o militar a indemnizar o Estado, em valor correspondente aos custos que a instituição de ensino militar teve com o estudante: alojamento, fardamento, propinas, material de estudo, alimentação, entre outras regalias.



Prós da Carreira Militar

  • Isenção do pagamento de propinas
  • Estabilidade do vínculo laboral
  • Remuneração aliciante e Suplemento de Condição Militar (no valor de 20% da remuneração base)
  • Assistência ao militar e aos seus familiares: segurança social e assistência médica, medicamentosa e hospitalar
  • Redução nas tarifas dos transportes colectivos públicos



Contras da Carreira Militar

  • Nível de exigência das provas de aptidão física e psicológica
  • Não são aceites transferências de estudantes de outras instituições do Ensino Superior para as academias das Forças Armadas
  • Dificuldade em reingressar no mercado de trabalho civil
  • Acesso à Reforma passa a ser aos 66 anos, em vez de ser aos 65, como forma de aproximar a carreira militar das restantes carreiras na Função Pública.
  • Obrigatoriedade de cumprir o contrato ou indemnizar o Estado
Agora, é só tomar a sua decisão! Boa sorte!
Faça mais pelo seu Curriculum e concorra ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: