Carro roubado: o que fazer e como evitar o furto

Por ano, em Portugal, há mais de 10 mil casos de carros roubados. Descubra que procedimentos deve adotar caso se depare com uma situação destas.

Carro roubado: o que fazer e como evitar o furto
Saiba o que fazer se o seu automóvel for furtado

O roubo de automóveis está entre os tipos de criminalidades mais frequente em Portugal, com o número de furtos a ascender, anualmente e em média, às 10 mil viaturas. O mercado paralelo de peças e acessórios torna o carro roubado uma fonte apetecível de rendimento, por isso todos os carros são passíveis de roubo.

Apesar de todas as evoluções tecnológicas dos automóveis, que procuram prevenir uma situação de carro roubado, ainda há muitos casos de furto. A boa notícia é que há, efetivamente, formas de prevenir esses casos. No entanto, os ladrões estão cada mais “especializados” e os roubos acabam mesmo por acontecer. Uma vez que, à partida, vai usar o seu veículo e não o poderá manter fechado a sete chaves na garagem, corre sempre o risco de ser vítima de roubo.

Assim, saiba o que deve fazer e conheça formas alternativas de anunciar o furto, para tentar encontrar o carro roubado mais rapidamente.

Carro roubado? Eis o que deve fazer

1. A primeira coisa que deve fazer é alertar imediatamente as autoridades locais, ligando para o 112, e responder às perguntas do atendedor de chamada (não entre em pânico, nem comece a barafustar com a pessoa do outro lado, que está simplesmente a fazer o seu trabalho e a tentar recolher o máximo de informação possível para alertar os polícias);

2. Depois, deve participar o ocorrido junto de um agente da polícia ou na esquadra mais próxima. Nesse caso, a Polícia de Segurança Pública (PSP) irá alertar o mais rapidamente possível os seus agentes, as restantes unidades, bem como as outras forças de segurança existentes. Lembre-se, quanto mais rápido for nesta duas etapas, mais depressa irão as forças policiais agir e, assim, terá mais hipóteses de recuperar o carro roubado intacto;

3. Deve também indicar todos os objetos de valor que se encontravam no interior do automóvel e pedir uma cópia da participação da ocorrência para entregar à seguradora do veículo;

4. Posteriormente, aconselha-se usar as redes sociais para solicitar ajuda. No Facebook, existem cerca de 4,5 milhões de portugueses – quase metade da população portuguesa – e nestes casos, pode acabar por ser muito útil. Há páginas como: “Carros Roubados em Portugal”, “Carros Roubados, desaparecidos, Encontrados PT” e “Autoroubo” que ajudam a encontrar o carro roubado.

Como evitar que o carro seja roubado

1. Evite deixar objetos de valor, bem como sacos e mochilas que suscitem curiosidade, dentro do seu veículo. Um ladrão de carros procurará avaliar a sua “vítima” antes de passar à ação;

2. Não estacione em zonas mal iluminadas, porque pode originar roubo à mão armada e um “assalto” passará mais despercebido à atenção das restantes pessoas que passam pela rua;

3. Tente não estacionar sempre no mesmo sítio. Pode suscitar a ideia de que o carro está ao abandono ou não lhe é prestada a devida atenção. Em qualquer das circunstâncias, atrairá maior atenção a quem passar por aquele local;

4. Use um corta corrente, isto é, um mecanismo que, para ligar o motor, obriga a acionar um botão escondido por si dentro do carro;

5. Uma tranca (bloqueador de volante) também é eficaz para afastar atenções indesejadas;

6. Feche sempre o carro e tranque as portas;

7. Nunca guarde as chaves sobressalentes no interior do veículo;

8. Ao estacionar, deixe o lado do motor do veículo virado para a zona mais visível;

9. Se se ausentar do carro, mesmo que por breves instantes, não deixe o motor do carro a trabalhar;

10. Finalmente, pode inserir um GPS no seu veículo e rastreá-lo através do próprio telemóvel.

Veja também:

Afonso Aguiar Afonso Aguiar

A experiência no jornalismo de Afonso Aguiar percorre o desporto nacional. No E-Konomista, são os automóveis que conduzem a pena.

Também lhe pode interessar: