Como escrever corretamente uma carta de motivação

Todas as candidaturas a um emprego devem fazer-se acompanhar por uma carta de motivação. Deixamos-lhe algumas dicas sobre como pode construir a sua.

Como escrever corretamente uma carta de motivação
O que é e para que serve uma carta de motivação?

Atualmente, a maioria das candidaturas é realizada online. Ainda assim, há regras que se mantêm e os currículos continuam a ser enviados, mesmo que via email, com uma carta de motivação associada.

O que é e para que serve a carta de motivação?

Uma carta de motivação resume-se a um documento que é enviado juntamente com o currículo aquando de uma candidatura a um emprego. É um passo fundamental para que, quem está do outro lado, analise e perceba verdadeiramente o motivo pelo qual a pessoa se candidata a uma oportunidade de trabalho.

Regras para escrever uma boa carta de motivação

Uma carta de motivação deve ser redigida de acordo com algumas regras respeitantes à forma e ao conteúdo.

Forma

  • Não deve ter mais do que 500 palavras, isto é, cerca de 3 parágrafos curtos;
  • Deve ser escrita a computador, uma vez que à mão corre o risco de se tornar ilegível;
  • Não pode ter erros gramaticais. Certifique-se de que o Português está correto utilizando os corretores automáticos disponíveis gratuitamente online.

Conteúdo

  • A carta de motivação deve ser simples e direta do ponto de vista da linguagem usada;
  • Deve ter sempre os dados pessoais do candidato no topo da página do lado direito;
  • Deve ser dirigida a uma pessoa e não somente a uma empresa;
  • Deve identificar claramente qual é a vaga a que se candidata, explicando as suas motivações para integrar a empresa;
  • Deve apontar aspetos positivos do perfil do candidato que respondam aos pedidos verificados no anúncio de emprego;
  • Deve ser original e redigida de raiz – jamais copiada.

 

escrever carta de motivacao

Algumas dicas úteis

De seguida, apresentamos sugestões para que a sua carta tenha o impacto desejado sobre o recrutador.

1. Foque-se nos seus pontos positivos. É a experiência profissional o seu ponto forte? Redija então um parágrafo com a explicação do seu percurso e das principais competências adquiridas. Se ainda não tem experiência de trabalho, enfatize o percurso académico, com destaque para atividades diferenciadoras que tenha levado a cabo.

2. Para redigir uma boa carta de motivação, faça perguntas a si mesmo: se fosse o empregador, o que gostaria de ler? Qual o seu melhor argumento de venda? Porque o devem contratar? Explique tudo isso de forma apelativa e concisa.

3. Introduza um elemento do seu perfil pessoal. Faz voluntariado? É um pai ou mãe orgulhoso? Adora acampar? Sem se alargar na explicação, pode demonstrar o seu “lado B”, que pode muito bem ser valorizado pela entidade empregadora.

4. Não basta demonstrar o quão benéfico para a sua carreira seria poder trabalhar na maior empresa do setor X, Y ou Z. Tem que ir mais além e demonstrar que também para a empresa será uma mais-valia contar com as suas competências na equipa.

5. Finalmente, a dica mais importante: sempre que se candidatar a uma oferta de emprego, releia a sua carta de motivação. Para cada candidatura, provavelmente terá de adaptar o seu discurso. Nunca se esqueça deste detalhe que pode fazer toda a diferença – a personalização é fulcral para ter sucesso!

Exemplos de cartas de motivação

Aqui ficam dois exemplos de cartas de motivação – a usar com as devidas adaptações!

Exemplo 1


Ex.mo Senhor Diretor de Recursos Humanos,

Tendo tido conhecimento da V/oferta de emprego para a área X, venho por este meio apresentar a minha candidatura ao lugar referido.

Sou um jovem licenciado em Som e Imagem pela Universidade Católica Portuguesa (com média de 17 valores) e estou neste momento disponível para novas experiências profissionais.

Após ter finalizado o meu curso, realizei um estágio profissional de um ano na Empresa Y, o que me possibilitou aplicar na prática os meus conhecimentos e contactar com o ambiente profissional.

Fui sócio-gerente durante quatro anos de uma empresa (Ruby Music) dedicada a uma atividade pioneira em Portugal, denominada Music Branding, a qual consiste em criar logotipos musicais para marcas.

É com uma enorme auto-motivação que tento superar todos os desafios a que me proponho, sempre com um elevado espírito de iniciativa e criatividade. Conte comigo a 100% para levar os projetos da empresa a bom porto!

Subscrevo-me com a máxima consideração e na expectativa de que possamos, em reunião, aprofundar os motivos da minha candidatura.

Alberto Figueiredo

Exemplo 2


Exmo.(a) Sr.(a) Diretor(a) de Recursos Humanos,

Escolhi este meio para transmitir a Vossa Excelência a minha grande vontade de servir a vossa empresa.

Sou um web designer com mais de 8 anos de experiência e excelentes conhecimentos técnicos e acredito que as minhas competências serão uma mais-valia para os vossos projetos em curso.

Possuo conhecimentos sólidos das técnicas de programação web e domino todas as competências relacionadas com esta área.

Ao longo da minha experiência profissional desenvolvi outras competências que considero serem de grande importância para o desempenho da função, como capacidade de trabalhar sobre pressão e vontade de contribuir para um relacionamento interpessoal positivo no local de trabalho.

Olho para cada trabalho que me é confiado com toda a motivação e sempre com o objetivo de alcançar a perfeição nas missões que me são propostas, já que sei que o meu trabalho é importante para a imagem e para a reputação da empresa.

Agradeço-lhe o tempo que dispensou a ler esta carta e coloco-me ao seu dispor para a realização de uma entrevista, na qual possa demonstrar os meus conhecimentos e a minha ambição de poder integrar os quadros da vossa empresa.

Poderá contactar-me a qualquer momento através do número de telefone 9xxxxxxxx, ou se preferir através do email email [email protected]

Com os melhores cumprimentos,

(Assinatura)

Veja também: