16 coisas que não sabia que tinham prazo de validade

Além dos alimentos, há outras coisas em casa que também têm prazo de validade e nem pensamos nisso: veja quais são.

16 coisas que não sabia que tinham prazo de validade
Verifique se estes itens domésticos estão fora de prazo

Há algumas coisas que não sabia que tinham prazo de validade, mas que deve ter em atenção, pois podem mesmo estar a prejudicar a sua saúde.

Se em elementos como o leite, os iogurtes ou outros produtos alimentares já estamos habituados a consultar e verificar o prazo de validade, a verdade é que há outros itens domésticos que já estão provavelmente fora de prazo e que ainda temos em casa.


Verifique o prazo de validade destes 16 itens


No quarto


Almofadas - 2 a 3 anos
As almofadas de qualquer tipo acumulam ácaros e acabam por ficar deformadas, o que pode provocar dores no pescoço e mau estar generalizado.

Chinelos - 6 meses
Os chinelos de quarto são o local ideal para a proliferação de fungos. Por isso, não se esqueça de os lavar com frequência, ou substituí-los.

 


Na casa de banho


Esponjas - até 6 meses
As esponjas, naturais ou sintéticas, que usamos para o banho podem acumular fungos e mofo, pelo que devem ser fervidas ou substituídas regularmente para evitar o aparecimento de bactérias nocivas.

Toalhas - 1 a 3 anos
As toalhas de banho podem ser o local ideal para o aparecimento de bactérias e a lavagem pode não ser o suficiente para nos livrarmos delas.

Escova dos dentes - 3 meses
Já toda a gente sabe que as escovas de dentes devem ser substituídas sempre que os pelos se tornam muito abertos, mas talvez não se lembre que é importante substituí-las sempre depois de ter estado doente.

Água oxigenada - 2 meses
Um frasco de água oxigenada perde as suas qualidades após dois meses. Mesmo fechado, o frasco não deve ser guardado por mais de um ano.

Escova do cabelo - 1 ano
As escovas de cabelo devem ser substituídas ao fim de um ano, pois acumulam sujidades que podem ser prejudiciais. Além disso, devem ser limpas com cuidado todas as semanas.

Perfumes - 1 a 3 anos
Os perfumes que contêm óleos essenciais têm uma duração média de 3 anos, se estiverem fechados, ou de 2 anos se estiverem abertos. As águas de colónia aguentam até 4 anos fechadas e 2 anos se abertas.

 


No quarto do bebé


Chupeta - 2 a 5 semanas
As chupetas feitas de latex devem ser substituídas a cada 5 semanas, independentemente de serem muito ou pouco usadas, pois o latex pode secar e quebrar, facilitando o aparecimento de germes.

Cadeirinhas de bebé para o carro - 6 a 10 anos
Com o tempo, o plástico e as espumas das cadeirinhas auto deterioram-se, podendo causar deformações que prejudicam a proteção do bebé. Prefira cadeirinhas auto novas e evite as usadas.

 


No guarda vestidos


Sutiã - 1 a 2 anos
Os sutiãs devem ser substituídos a cada dois anos no máximo, pois acabam por perder elasticidade, tornando-se desconfortáveis.

Sapatilhas
Os sapatos de desporto começam a perder algumas qualidades após terem percorrido cerca de 450 kms, o que prejudicará a proteção que conferem aos seus pés.

 


Na cozinha


Especiarias - 1 a 3 anos
As especiarias acabam por perder o sabor com o perder do tempo. As especiarias em pó, por exemplo, têm uma prazo de validade pouco superior a 6 meses.

Farinha - 6 a 12 meses
Nunca reparou no prazo de validade da farinha? Não deve ter farinha guardada por mais de 1 ano.

 


Na dispensa


Extintores - 15 anos
Se nunca usou, felizmente, o seu extintor, lembre-se que ao fim de 15 anos ele poderá perder a sua validade. Além disso, será importante verificar regularmente se deteta alguma anomalia e proceder à sua reparação.

Desinfetantes - 3 meses
Qualquer tipo de desinfetante, de um modo geral, perde a sua eficácia ao fim de 3 meses.

Agora que já sabe quais são as 16 coisas que não sabia que tinham prazo de validade, verifique estes itens na sua casa e proceda à sua substituição se for caso disso. A sua saúde e a dos que o rodeiam pode estar em causa.

Veja também: