AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como ajudar as crianças com os trabalhos de casa

A hora de fazer os trabalhos de casa é talvez a mais odiada pela maioria das crianças. Saiba como ajudar o seu filho a conseguir cumprir com os deveres.

Como ajudar as crianças com os trabalhos de casa
Lembre-se: ajudar não é fazer por eles!

Há muita polémica envolvida na questão dos trabalhos de casa. Devem as crianças, depois de um longo dia de aulas, trazer deveres para casa? Será recomendável que os pais ajudem os filhos com os trabalhos de casa? Será que isto não acaba por desgastar a relação entre pais e filhos? As respostas a estas perguntas, só cada família saberá responder e entenderá o que é melhor para a sua. Porém, sabemos que as crianças são mais bem sucedidas academicamente quando os pais têm interesse e se preocupam com os trabalhos de casa e tudo o envolve a vida escolar, mostrando aos mais pequenos que a escola é importante. 

Ajudar os filhos a fazer os trabalhos de casa, não significa fazer os trabalhos por eles, tampouco estar horas sentados ao seu lado a supervisionar cada passo. Quem é que gosta de ter alguém por cima do ombro quando está a trabalhar? Ainda assim, há algumas coisas que pode fazer para os ajudar com os trabalhos de casa.
 

7 Dicas para ajudar os seus filhos na escola

 

1. Tenha paciência

É, provavelmente, o ponto principal. Tenha paciência com o seu filho que está a dar os primeiros passos na vida académica. Mantenha-se calmo porque o seu nervosismo só vai provocar ansiedade nas crianças, transmitindo a ideia de que estão a falhar. O seu papel é de oferecer apoio, orientação e de transmitir confiança. Pode ajudar a interpretar os exercícios e até rever no final mas sem dar as respostas certas ou fazer os trabalhos por eles.

 

2. Defina o local de estudo

Parece acessório mas faz toda a diferença. Para começar a ajudar os seus filhos com os trabalhos de casa, é importante que eles tenham um local adequado, confortável e equipado com tudo o que é essencial para estudar e longe de qualquer distração, como computadores, telemóveis, televisão ou o resto da família.

 

3. Estabeleça uma rotina

Para desenvolver bons hábitos de estudo, é importante estabelecer uma rotina diária de estudo, sempre no mesmo horário. Com isto, o su filho está mentalmente preparado para se dedicar aos trabalhos de casa e será muito mais produtivo e eficaz. É natural que os mais pequenos não tenham este rigor, por isso, esta tarefa cabe-lhe a si.

 

4. Ajude a estabelecer um plano

Estudar é bastante mais difícil do que parece e, na maioria dos casos, quantidade não significa qualidade. Esteja atento e se o seu filho está há muitas horas seguidas a estudar, ajude-o a traçar um plano mais eficaz. Mesmo em dias que tenha muitos trabalhos de casa, é importante que definam um tempo para fazer uma pausa e descansar, assim como definir porque tarefas devem começar - é uma boa prática fazer as tarefas mais difíceis primeiro quando os níveis de energia mentais são mais elevados.

 

5. Partilhe técnicas de estudo

Faça uma pesquisa e fale com os professores para conseguir ter ferramentas que ajudem o seu filho a fazer os trabalhos de casa de forma mais eficiente. Se os resultados não estão a ser tão bons quanto ambos desejariam, talvez a solução passe por mudar a forma de estudo.

 

6. Partilhe dicas de organização

Do caos não vem nada de bom, já se sabe. Mas as crianças não nascem ensinadas e não pode esperar que o seu filho seja um mestre de organização se não lhe dá esse exemplo nem lhe passa esse conhecimento. É de pequeno que se criam os melhores hábitos, por isso, é uma boa altura para  lhe falar da importância de planear o dia a dia e de cumprir objetivos e prazos.

 

7. Dê o exemplo

Se o seu filho nunca o vê a ler, dedicado a uma tarefa ou a fazer algo com entusiasmo, é possível que também ele não se interesse por muito. A velha máxima do “faz o que eu digo não faças o que eu faço” não funcionou consigo e, certamente, não vai funcionar com os seus filhos.
Valorize-se profissionalmente... Saiba como com o nosso Simulador de Emprego e Formação >>
Veja também: