Como ter acesso ao crédito habitação?

Depois de um período em que o crédito foi facilitado, agora quem quer comprar casa, não tem a vida facilitada para aceder ao crédito habitação, já que os bancos fecharam a torneira e apresentam requisitos muito exigentes para a atribuição de crédito para a compra de casa. Saiba o que precisa para ter sucesso no seu pedido.

Como ter acesso ao crédito habitação?
4 conselhos para ter o crédito habitação aprovado

Juntar dinheiro suficiente para adquirir uma nova habitação pode demorar anos; pior, é um sonho quase impossível de realizar. Os anos de liberdade e comodidade sacrificados para comprar uma vivenda a pronto dificilmente serão recuperados.

 

Para não terem de sujeitar-se a um processo tão árduo e moroso, muitas pessoas decidem comprar um imóvel antes de terem o dinheiro suficiente para pagá-lo, recorrendo ao crédito habitação, o que é perfeitamente compreensível e razoável no mercado.

Contudo, na hora de pedir o crédito habitação não se esqueça de observar alguns conselhos cujo efeito irá beneficiar toda a sua vida financeira futura.

 

Dicas para aceder ao crédito habitação mais facilmente

1. Se possível, peça um crédito habitação com um prazo de pagamento compreendido entre 10 e 15 anos. Prazos de 20 ou 30 anos são feitos para que os bancos consigam grande rentabilidade. 30 anos é muito tempo e nada, excepto o seguro de vida, poderá garantir que poderá cumprir pagamentos de tão longa duração.

2. Não se esqueça de negociar o futuro aumento das taxas Euribor. Quando as taxas Euribor subirem, aqueles que contrataram um crédito à habitação sem terem em conta as eventuais subidas da Euribor poderão ser afectados.

3. Leia atentamente o contrato do seu empréstimo à habitação antes de assinar.

4. Consulte um especialista. Se tiver dúvidas nalguma cláusula do seu contrato recorra aos serviços de um especialista que o ajude a perceber quais as condições do empréstimo. Aceitar as condições sem estar devidamente esclarecido é um investimento arriscado, dado o valor do montante solicitado. Garanta que quaisquer mudanças que possam ocorrer no futuro estão claramente previstas no contrato do crédito à habitação.

 

Outras opções:

Mas os bancos exigem cada vez mais garantias e praticam spreads altíssimos, o que afasta os consumidores. Como contornar estas limitações? Existem outras formas de conseguir ter acesso ao crédito e até com condições menos penalizadoras que as praticadas no mercado actualmente.

 

1. Leilões

Esta é uma excelente oportunidade de conseguir casas bem abaixo do valor de mercado. A maioria das casas que constam nos leilões é dos bancos, resultado da impossibilidade dos antigos proprietários em pagar as prestações. Como os bancos pretendem livrar-se desses imóveis, vendem a quem der mais e também dão facilidades de crédito, nomeadamente, spreads atractivos.

 

2. Retomas

Infelizmente, a crise e o aumento do desemprego levou muitos portugueses a perderem as suas casas, o que as obriga a entregar a casa ao banco. Como os bancos não querem estes imóveis nos seus balanços acabam por vender a preços bastante acessíveis, alguns com descontos até 50%, e oferecem financiamento a 100%, além de spreads baixos.

 

3. Casas novas

Se não quer uma casa usada, a solução é encontrar uma casa nova, cuja construção seja financiada pelo banco. Nestes casos, os bancos também propõem soluções de crédito mais vantajosas.

Além destas soluções, só mesmo tendo dinheiro é que terá um acesso facilitado ao crédito habitação pois terá mais garantias e portanto terá capacidade para pagar uma avantajada entrada inicial, pois os bancos na sua maioria já não financiam imóveis na sua totalidade.

Poupe até 500€ por ano no seu seguro de vida! Saiba como aqui.

Veja também: