Como deslocar-se em Londres

Se há cidade onde os transportes são verdadeiros ex-libris é Londres. Do metro ao autocarro passando pelos clássicos táxis, saiba como deslocar-se em Londres.

Como deslocar-se em Londres
Os transportes públicos londrinos são verdadeiros símbolos da cidade

Como deslocar-se em Londres? Em Londres, sê londrino. Isto significa que para se mover dentro da cidade, o ideal é usar os transportes públicos. Alugar um carro não é de todo aconselhável: o estacionamento tem um custo elevado e existe ainda a Congestion Charge, uma taxa de cerca de 11 libras diárias para quem quer circular no centro durante o dia.

E bicicleta? Há vários pontos de recolha e entrega de bicicletas, com utilização e pagamento simplificados, através de cartão de crédito. A partir de 2 libras já pode alugar uma bike. Mas em Londres há tanto para ver e visitar, que as paragens vão ser frequentes, daí não acharmos a bicicleta como o melhor meio de transporte numa escapadela turística à cidade. 

No entanto, e como a cidade é grande, vai ter mesmo de se render aos transportes públicos, para não perder demasiado tempo nas ligações entre os principais pontos de interesse.
 

As três melhores maneiras de se mover em Londres 


1. Metro

O metro de Londres - London Underground ou London Tube para os locais – dispensa apresentações. O seu símbolo e a sinalética das suas estações estão nos mais diversos souvenirs da cidade. É o mais antigo metro do mundo, a funcionar desde 1863. Nele são transportados, por ano, cerca de 1,34 biliões de pessoas. São mais de 250 estações e 11 linhas principais. 

O título de transporte mais indicado para turistas é o Oyster Card, um cartão que permite usar não só o metro como o autocarro, o elétrico e até comboio e barco. O custo do cartão são 5 libras, mas poderá entregá-lo no fim da sua visita e receberá o dinheiro de volta. 

Depois de adquirir o cartão é só carregar com a opção mais adequada. Pode carregar com saldo até 90 libras, que será descontado à medida das viagens que fizer, ou carregar o cartão para 7 dias, de acordo com as zonas que lhe interessam, e durante esse tempo não tem de se preocupar com mais nada. Por cerca de 50 libras, poderá circular nas principais zonas de Londres durante toda a semana. O Oyster é válido também para os autocarros.

Se a sua curta visita a Londres o justificar, pode ainda adquirir um Day Travelcard, válido igualmente para os autocarros. Neste caso, por cerca de 17 libras, poderá circular durante 1 dia, mesmo nas horas de tarifa mais cara, em várias zonas da cidade.
 


2. Autocarro

autocarro

Com uma frota de mais de 9300 veículos, a London Bus Services assegura as ligações entre 50 terminais e mais de 19 mil paragens. Atualmente é impossível comprar o bilhete a bordo do autocarro, por isso aconselhamos que se faça acompanhar dos já mencionados Oystercard ou Travelcard. Curiosidade: os antigos autocarros vermelhos de 2 andares – os AEC Routemaster -  ainda são usados na rota 15, no centro de Londres! 
 


3. Táxi

Os clássicos e charmosos táxis londrinos - black cabs - são tão apetecíveis como dispendiosos. De facto, das três opções de transporte esta é a mais cara. Mas é também a mais personalizada. Se estiver num grupo de 4, por exemplo, já não sai tão caro e será com certeza uma experiência divertida. Os táxis podem ser apanhados na rua, nas praças de táxi ou chamados com alguma antecedência. Para ter uma ideia, uma viagem de cerca de 15 minutos e 2,200 km custará entre 8,80 libras e 14 libras, durante a semana. 

Na capital inglesa, pode ainda recorrer à polémica plataforma Uber, uma alternativa mais económica comparada com os táxis tradicionais.

Agora que já sabe como deslocar-se em Londres, faça as malas e boa viagem!

Veja também: