Como escolher o fornecedor de eletricidade

Escolher o fornecedor de eletricidade do mercado que mais se adequa a si é o ponto chave para poder poupar na fatura ao fim do mês. Veja as nossas dicas.

Como escolher o fornecedor de eletricidade
Saiba quais os aspetos a ter em conta antes de escolher

Tudo sobre casas para compra e venda

Com a liberalização do mercado de energia, saber como escolher o fornecedor de eletricidade é fundamental. O mercado está atualmente liberalizado, pois vários operadores podem concorrer livremente em preços e condições, desde que sigam a lei geral. Esta situação é benéfica para o consumidor, uma vez que pode escolher o operador que lhe oferecer melhores condições podendo mesmo, em alguns casos, negociar. Contudo, ainda não é obrigado a mudar de fornecedor - isso só acontecerá em 2018.


Escolher o fornecedor de eletricidade: que operadores?

Atualmemte, estes são os operadores disponíveis no mercado:

  • EDP Comercial - Comercialização de Energia SA
  • Endesa - Endesa Energia Sucursal Portugal
  • Galp Energia - Galp Power, SA
  • Gold Energy - Comercializadora de Energia SA
  • Iberdrola - Iberdrola Clientes Portugal, Unipessoal, Lda
  • IncryGas - Investigación, Criogenia y Gas SA
  • Molgás - Molgás, Energia Portugal SA
  • Rolearviva - Rolear Automatizações, Estudos e Representações SA 


Os simuladores

A melhor forma de saber se deve ou não mudar de operador de energia é utilizar os simuladores disponíveis nos sites dessas empresas. Além disso, pode também usar o simulador da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para conseguir escolher o fornecedor de eletricidade.


Como mudar de operador

Depois de analisar bem as várias opções, poderá fazer a mudança de fornecedor de energia através da empresa que escolher. Ao celebrar contrato com a nova empresa, é o novo comercializador que trata de todos os procedimentos necessários para concretizar a mudança. A operação de mudança de comercializador é completamente gratuita, não podendo ser cobrado qualquer valor pela mudança.


O que vai mudar

Ao fazer a transição para outro fornecedor de energia não há necessidade de fazer quaisquer alterações quer na potência, quer nos contadores que já tem em casa. Aliás, o contador é sempre propriedade do distribuidor de energia e não da empresa de comercialização. Pode haver substituição do contador se o cliente fizer alterações ao seu perfil de consumo, isto é, se quiser optar por uma contagem bi-horária ou outras modalidades que exijam um contador com características específicas.


A leitura das contagens

Como foi dito anteriormente, ao mudar de fornecedor de energia é a nova empresa que tem a responsabilidade de tratar da transferência e aí está incluído o dever de informar a leitura do contador. Ainda assim, para sua segurança, aconselhamos que faça a leitura você mesmo e transmita-a à empresa antes do processo de transição.

O processo de liberalização do mercado de eletricidade, e também de gás natural, tem como principal objetivo tornar o mercado mais competitivo, beneficiando, assim, o consumidor. Por isso, não contacte apenas uma empresa e exerça o seu direito a negociar um contrato que se adeque às suas necessidades.

Visite casas para compra e venda sem sair do sofá >>
Veja também: