Como funcionam as empresas de consolidação de créditos?

Quando nos encontramos numa situação de sobreendividamento, vemos qualquer ajuda como um milagre. Mas sabe exatamente como funcionam as empresas de consolidação de créditos? 

Como funcionam as empresas de consolidação de créditos?
A consolidação de créditos e as empresas do mercado
  • A consolidação de créditos é um processo complexo e que necessita de apoio especializado.

Costuma dizer-se que quando a esmola é de mais, o santo desconfia, portanto não se deixe enganar quando em jogo está o seu futuro. 

As empresas de consolidação de créditos existem em grande número no mercado, mas é essencial que perceba como funcionam para que não tenha surpresas desagradáveis.

Endividar-se é fácil, os impulsos consumistas existem e as oportunidades estão ao virar de cada esquina, mas quando o assunto é pagar o que deve, a facilidade deixa de existir. Quando as dividas são superiores ao orçamento mensal, o melhor é optar pela consolidação de créditos.

Se existem alturas em que a consolidação de créditos pode ser feita pelo próprio, como o caso da renegociação dos créditos e das taxas de juro, outras são mais complicadas e um simples individuo não possui competências para fazer face às dificuldades.

JUNTE TODOS OS SEUS CRÉDITOS NUM SÓ
Simplifique as suas contas, consulte agora os nossos especialistas em crédito consolidado. Ao juntar os seus créditos, fica com apenas uma mensalidade, paga sempre ao mesmo dia do mês.

Aqui entram as empresas de consolidação de créditos. Mas sabe como funcionam estas empresas?

Por norma, as empresas de consolidação de créditos destacam um assessor financeiro que irá analisar toda a sua situação financeira:

- Número de créditos sem garantias (cartões de crédito, por exemplo)

- Número de créditos com garantias (créditos habitação ou automóvel, por exemplo)

- O valor total das dívidas

- As taxas de juro

- Entre outras questões

 

Depois de ter feito uma análise aprofundada, o assessor financeiro irá entrar em contacto com os bancos e instituições de crédito para negociar e tentar reduzir o total da dívida. 

Para isto, o assessor irá tentar uma consolidação de créditos para que tenha um só pagamento mensal e não tenha que lidar com diferentes credores.

Posteriormente, o assessor vai ter uma conversa franca consigo para perceber quanto poderá pagar por mês, preparando então um plano de pagamento para a consolidação de créditos, tendo em conta o seu orçamento mensal. 

Depois disto, é dar início à consolidação de créditos e pagar todos os meses aquilo que foi acordado no plano de pagamentos.

Atenção: Desconfie das empresas que lhe oferecem serviços de aconselhamento gratuitos. Apesar de parecer uma óptima opção, algumas delas poderão cobrar-lhe depois mais dinheiro ou apresentar-lhe soluções impraticáveis. Seja prudente, questione sempre acerca dos honorários do assessor financeiro.

Poupe até 60%, reduza as suas mensalidades com o crédito consolidado, saiba como.