Como importar um carro usado

Importar um carro usado é muitas vezes uma boa opção para quem quer poupar, no entanto, os passos e burocracias necessárias ainda demovem muitos portugueses na hora de escolher. Nós ajudámos.

Como importar um carro usado
Todos os passos a seguir quando vai importar carro usado

Apesar de ser, habitualmente, quando comparada com a compra em solo nacional, a opção mais barata para adquirir automóvel, importar um carro usado implica uma série de passos e é um processo algo extenso. É conveniente estar bem ciente de todo o processo para não ter alguma surpresa desagradável. Saiba como importar carro em segunda mão.
  Não facilite no seguro! Saiba aqui como poupar até 250€/ano

Como importar?

Dispõe de duas hipóteses para importar carro usado. Pode recorrer a um mediador, o que, normalmente, sairá mais caro devido às comissões, mas mais seguro se não tiver determinados conhecimentos. Ou então optar por dispensar esse mediador e ir ao estrangeiro comprar carro. Nestes casos, deverá ter alguns conhecimentos de mecânica (ou levar consigo um especialista) e tentar obter informações do carro que vai comprar e a quem vai comprar. 
 
Só assim conseguirá comprar com a mesma qualidade e com preços mais competitivos e isentos de comissões. Antes de comprar deve saber:
  • Ano do carro e quilometragem;
  • Danos visíveis e possíveis (com o número do chassi pode investigar, através do ISP, se o mesmo já esteve envolvido em algum acidente ou até se não é furtado);
  • Quantos proprietários;
  • Preços da legalização e por quem vai ser feita;
  • Se o preço já inclui IVA.
 

Quanto custa legalizar um carro importado

Os custos variam de país para país, mas, para além dos associados às viagens e transporte do veículo, tem de efetuar o pagamento do IVA, registo de propriedade em seu nome, livrete do carro e o Certificado de Conformidade Europeu (COC). Sem estes três documentos não pode circular na UE. Já em Portugal tem os custos associados à legalização. A partir daqui inicia-se um processo burocrático moroso.
 

Despesas e legalização

Para ficar com uma ideia mais exata dessas despesas utilize o simulador do portal das Finanças (ou outros disponíveis). Deve-se salientar que um carro importado usado dispõe de descontos na sua legalização (quanto mais anos tiver o veículo maior o desconto) e que Portugal não cobra IVA para carros usados importados, mas existem outros custos e taxas associadas
 
Para legalizar o carro importado dispõe de 20 dias úteis para a apresentação de toda a documentação na Alfândega. A documentação a reunir é: 
  • a inspeção automóvel, 
  • compra de matrícula temporária, 
  • obtenção e registo de matrícula e Declaração Aduaneira de Veículos (DAV) preenchida. 
 
A partir daí, ser-lhe-á indicado como pode liquidar o Imposto Sobre Veículos (ISV), pode ser efetuado imediatamente, ou até ao máximo de 10 dias úteis a contar da data em que foi pedido. Com a DAV e matrícula provisória em seu poder, mais o pagamento do ISV efetuado e depois de tratar do seguro já pode circular, atá à emissão do Documento Único Automóvel (DUA), por um período de 60 dias desde a data em que foi emitido. Nesse período dever dirigir-se ao IMTT, com toda a documentação reunida, para que este a submeta para tratamento na Conservatória do Registo Automóvel e é esta que emite a DUA.
 

Impostos 

O ISV que é um imposto pago uma única vez e que diz respeito à primeira matriculação de um veículo no nosso país. O valor oscila em função da cilindrada e das emissões de CO2 (consultar tabela). Ao que deve juntar, claro está, o Imposto Único de Circulação (IUC) que é um imposto anual.
 
Vai comprar carro usado? Não facilite na escolha do seguro! Poupe em média 250€/ano com a Logo.

Veja também: