Como travar com o motor

Saiba em que situações deve travar com o motor e quais as vantagens da utilização desta técnica. Não deixe as rotações nas mil nem nas 6 mil por minuto. 

Como travar com o motor
Poupe alguns euros e fique mais seguro

O motor é aquilo que faz mover o carro, milhares de rotações por minuto com uma fórmula mágica e combustão para que as rodas ganhem potência e deixem borracha na estrada. No entanto, o motor, este pedaço de metal e muita engenharia, serve também para travar.

Quantas foram as vezes em que lhe disseram para travar com o motor?
Quantas vezes passou pelas placas, normalmente utilizadas nas vias mais rápidas com um declive acentuado, que quase lhe ordenam que trave com o motor?
Vamos falar então sobre esta técnica utilizada, que traz muitas vantagens.
Mas antes de tudo isso vamos saber como travar com o motor.


Quer saber mais?
Mantenha-se a par das últimas novidades do setor automóvel. Registe-se no E-Konomista. As dicas, as novidades e as melhores soluções de seguros para o seu automóvel.

Como utilizar

Este tipo de travagem é utilizado quando desce uma estrada com um declive acentuado, de forma a evitar que o carro obedeça à segunda lei de Newton.
Quanto ao número de rotações deixe o ponteiro num local confortável, algures entre as 2 mil e as 4 mil, contudo, em casos extremos, é preferível deixar o ponteiro subir.
É muito simples travar com o motor, vamos fazer o passo a passo, ora veja:
1. aperte o pedal da embraiagem
2. engrene uma velocidade
3. largue o pedal da embraiagem

Se morasse na América do Norte poderia não estar tão bem preparado, contudo, sendo Europeu o trabalho é mais fácil porque, tradicionalmente, conduzimos carros com mudanças manuais.


Vantagens

Aquilo que travar com o motor traz de bom pode poupar-lhe alguns euros, além de o manter um pouco mais seguro. Eis algumas das vantagens:
  • aumenta a vida útil dos travões: ao travar com o motor irá utilizar menos os travões, logo a manutenção dos mesmos será feita com um intervalo de tempo maior.

  • baixa o consumo de combustível: se o seu carro tiver computador de bordo com a leitura do consumo de combustível instantâneo poderá comprovar esta vantagem. Deixe o carro engatado enquanto desce uma estrada, sem tocar no acelerador e verá que o consumo instantâneo é de 0.0 litros. Contudo, se deixar o carro rolar ao ralenti o consumo irá variar entre aproximadamente 0.1 e 1 litro.

  • aumenta a estabilidade: se o carro tiver uma velocidade engrenada deverá sentir-se mais seguro isto porque as rotações do motor não deixam as rodas girar por vontade própria. Como sabe numa curva a velocidades mais generosas se apertar a embraiagem o carro derrapa, porque deixa de haver a travagem do motor, logo deixe o carro engatado.


Dicas

Não entre em exageros, isto é, se for numa autoestrada não engrene a 3ª. Em declives mais acentuados deverá utilizar a mesma mudança caso subisse essa estrada.
Não deixe o carro ao ralenti ao descer uma serra utilizando apenas o travão, porque estes podem falhar devido ao uso excessivo, além do cheiro a queimado que eventualmente irá sentir.


Veja também: