Descoberto bancário: o que significa

O que significa o descoberto bancário e quais os tipos de descoberto existentes. Quais os limites e as consequências.

Descoberto bancário: o que significa
Tudo sobre descoberto bancário.

Existem dois tipos de descoberto bancário. Embora possa ser um importante auxílio financeiro para os clientes bancários, os diferentes tipos de descobertos bancários têm regras diferentes, por isso convém saber como funcionam os dois tipos de descoberto bancário, até porque estes têm, também, consequências. Saiba o que significa e como funcionam os dois tipos de descoberto bancário.
 

Descoberto bancário - o que significa

O descoberto bancário é um empréstimo, de curto prazo, concedido por uma entidade bancária a um cliente, que permite a este último fazer levantamentos ou efetuar pagamentos a partir da sua conta bancária (conta de depósito à ordem) num valor superior ao do saldo disponível. 
Assim, o descoberto bancário permite-lhe aceder a dinheiro que não tem (o banco dá-lhe acesso ao mesmo), ou seja, mesmo estando com o saldo negativo.
 

Limites e consequências do descoberto bancário

Deve estar atento, por exemplo, ao montante máximo que pode utilizar e quanto terá que pagar pela utilização do descoberto, pois pode ter de pagar juros, comissões e outros encargos (devem estar referidas nas condições contratadas e devidamente publicitadas nos preçários das instituições de crédito).
Existem dois tipos de descoberto bancário: descoberto não autorizado e descoberto autorizado.
 

Tipos de descobertos bancários

 

Descoberto não autorizado

O descoberto bancário não autorizado pode caracterizar-se pela existência, ou não, de um contrato escrito realizado anteriormente entre a entidade bancária e o cliente.

Perante uma operação de crédito concedida na conta do cliente, tendo este inferior à mesma, o banco pode aceitar a realização da operação (pagar), através de um descoberto não autorizado ou recusar o pagamento por falta de saldo.

O descoberto não autorizado implica, normalmente, custos elevados, tais como juros (diários) e taxas. Habitualmente, é também solicitada a domiciliação do vencimento.
 

Descoberto autorizado

No descoberto bancário autorizado o Banco autoriza previamente (contrato escrito) o cliente continuar a debitar a sua conta mesmo na ausência de saldo credor. Aqui, cliente e banco negoceiam previamente o montante autorizado, a respetiva taxa de juro e o período de vigência do saldo a descoberto. O exemplo mais comum de descoberto autorizado é a conta ordenado.


Veja também: