E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, proteje e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

5 formas de fazer a sua feira de garagem online

Quer aprender a arte do desapego? Tem muito em casa que pode vender? Veja 5 passos para organizar uma venda online e ganhar um bom dinheiro com isso.

5 formas de fazer a sua feira de garagem online
Quer vender? Explicamos como

Os anos passam, as pessoas transformam os seu gostos e hábitos, os objetos acumulam-se e a determinada altura achamos mesmo que é hora de desapegar do que não nos é mais útil. “Destralhar” é a palavra de ordem e vai gostar de saber que há muitos interessados naquilo que pode ter em casa. Para somar à conta, comprar em segunda mão está na moda e é, cada vez mais, a primeira opção de muitos consumidores. Parece a oportunidade perfeita para meter mãos à obra e fazer dinheiro com aquilo que está arrumado há anos? Descubra 5 formas de fazer a sua feira de garagem online.

Os livros que pensamos que vamos voltar a ler, os outros que nunca sequer folheamos, a bicicleta que já não sai em passeio e atrapalha pelo caminho, a prenda daquela prima distante, os brinquedos antigos das nossas crianças. Já parou para pensar e enumerar tudo aquilo que guarda em casa por esquecimento ou apenas porque traz boas memórias? Se há muitos pedaços de vida arrumados no sótão ou na garagem, é hora de ouvir a experiência e assumir que aquilo que nunca iremos voltar a usar vale dinheiro num mercado que não para de crescer.
 

O fenómeno das feiras de garagem

A regra simples do “se eu não utilizo há um ano, não vou utilizar mais” parece fazer cada vez mais sentido para aqueles que adotaram a moda das vendas de garagem. E tem sido um sucesso. O hábito, muito comum nos Estados Unidos, ganha uma nova roupagem em Portugal e é fácil encontrar lojas especializadas em troca e venda de artigos em segunda mão. O que talvez ainda não saiba, é que pode lucrar muito mais se decidir vender diretamente ao seu potencial consumidor. 

Se já entendeu que pode ganhar dinheiro ao vender o que tem em casa, deve estar agora a pensar em como se desfazer do que já não utiliza e transformar tudo em dinheiro. Adiar não é solução e por isso vai gostar de ler os 5 passos que selecionamos para que possa organizar a sua feira de garagem online. 
 


5 formas de fazer a sua feira de garagem online

Não há volta a dar: a regra agora é exercitar formas de organizar o passado. Separe tudo em quatro lotes: o que vai para o lixo, o que serve para doar, o que vai ficar em casa e o que pode vender, ou quem sabe trocar. Veja como, em 5 passos:
 


1. Lixo: dê ao lixo aquilo que lhe é de direito

É impressionante a quantidade de objetos desnecessários que conseguimos acumular. Neste primeiro passo deverá perceber que nem tudo poderá ser colocado à venda, devido ao estado dos artigos. Faça este primeiro filtro e deite fora o que já não interessa a ninguém. Assim, terá espaço para organizar os próximos passos. 



2 . Doação: se já não lhe serve e está em bom estado, doe

Tem roupa, calçado, mobiliário ou qualquer objeto que já não lhe serve e está em condições para doar? Se acha que o dinheiro da venda não justifica, encontre instituições de solidariedade que façam a distribuição entre os que mais precisam. Mais uma vez, estará a arranjar tempo e espaço para organizar o trabalho de vender o que lhe interessa.
 


3 . Venda: é hora de fazer dinheiro

Agora que já fez a seleção de todos os lotes indicados, faça uma triagem de tudo o que escolheu para vender e fotografe da melhor forma que puder. Crie imagens apelativas e dê destaque aos detalhes do objeto em questão. Estudos de mercado revelaram que anúncios compostos com imagens têm 7 vezes mais sucesso na hora de atrair quem interessa. Venda cada artigo de forma isolada e evite confusões para quem está a querer comprar.
 


4 . Ganhar dinheiro: selecione os canais de venda

Agora é hora de escolher onde quer vender os seus objetos. Há várias plataformas onde pode vender online e pode mesmo optar por utilizar várias ao mesmo tempo. Na maior parte dos casos, vender objetos do dia a dia não requer a ajuda de intermediários e assim é possível evitar ter de pagar comissão a terceiros. Mas esteja atento caso tenha em mãos artigos de maior valor, pois nestas situações optar por vender sem ajudas e aconselhamento pode significar fazer um mau negócio e lucrar menos com isso.
 

5 . Divulgação: redes de contactos chegam mais longe

Quem quer vender sabe o poder de um bom marketing. Se o objetivo é fazer dinheiro através de estratégias simples de divulgação, use e abuse das ferramentas que tem à mão. Divulgue o que tem à venda através das redes sociais, como o Facebook e o Twitter, ou através de amigos. Envie um e-mail para os seus contactos e não esqueça de incluir os links dos artigos que estão à venda. Em muitos casos a venda pode acontecer com as pessoas mais próximas. 

 

Dica do E-konomista

Se acredita ter encontrado um objeto de valor, como uma antiguidade esquecida, e não sabe como avaliar, vale a pena consultar um especialista no assunto. Em Portugal, pode pedir uma avaliação ou peritagem à P55, uma loja que é referência quando o assunto é vender objetos vintage de luxo. O processo é rápido e pode ser feito online. Caso o seu objeto seja bem avaliado e tenha real interesse para o mercado, a loja aconselha sobre a melhor forma de venda, caso a caso. 

Fique longe de avaliadores que queiram comprar o seu artigo. A intenção certamente será comprar mais barato e vender mais caro. Um negócio justo será sempre associado a uma comissão de venda. Quanto maior for o valor da sua venda, maior será a comissão do avaliador e assim saem todos a lucrar. 

Já deve ter percebido que é mais fácil do que imaginava ganhar dinheiro com aquilo que já não usa e guarda em casa. Basta organizar a vida. Mãos a obra?

Veja também: