Laser alexandrite ou díodo: qual o melhor método para si?

Com diferentes opções no que à depilação definitiva diz respeito, impõe-se a pergunta: laser alexandrite ou díodo – qual o método que deve escolher?

Laser alexandrite ou díodo: qual o melhor método para si?
Descubra as diferenças, preços e resultados de ambos os métodos

São vários os métodos revolucionários para dizer “adeus pêlos”, sendo os mais conhecidos a depilação a laser alexandrite ou díodo

Atualmente, existem muitas ofertas de depilação a laser alexandrite ou díodo para todos os gostos, sendo agora fácil de encontrar campanhas promocionais um pouco por todo o lado: em cabeleireiros, ginásios, franchisings, centros sem controlo médico, aparelhos que se vendem na TV, entre outras.

Por isso, recomenda-se sempre precaução e que opte por um local devidamente certificado, com técnicos formados e aptos para a prática de depilação a laser alexandrite ou diodo. Os preços poderão ser mais elevados, mas estará a comprar um serviço de maior confiança, pelas mãos de quem sabe bem o que faz.
 

Laser alexandrite ou díodo: principais diferenças

A depilação a laser Alexandrite emite um feixe de luz através da superfície da pele para a área de tratamento desejada. Este método é particularmente eficaz no pêlo fino e leve e permite obter resultados de forma rápida. Além disso, é praticamente indolor.

Por sua vez, a depilação por laser díodo tem um comprimento de onda maior, o que significa que oferece melhores resultados para as pessoas com um tom de pele mais escuro e é o mais indicado para depilação em grandes áreas do corpo. Além disso, permite uma regeneração mais rápida.
 

Preços praticados

Os preços podem não ser a razão principal para optar por um ou pelo outro método, mas deixamos algumas referências do valor médio por sessão praticado em Portugal.

Laser alexandrite:
  • Buço: 15€
  • Axilas: 40€
  • Meia perna: 95€
  • Perna inteira: 145€
  • Virilhas: 50€

Laser díodo:
  • Sobrancelhas: 20€ 
  • Buço: 30€
  • Axilas: 40€
  • Virilhas: 40€
  • Meia-perna: 80€



Laser alexandrite ou díodo: desvantagens de cada método

Mesmo com durações de pulso e comprimentos de onda ajustável, o laser alexandrite ainda é uma opção de alta intensidade para o tratamento. Porque é tão facilmente absorvido pela melanina nos folículos pilosos, pode representar um risco de pigmentação indesejada. Em clientes de pele escura, podem surgir manchas brancas e têm um maior risco de cicatrizes. Podem ocorrer, ainda que raramente, queimaduras ou áreas de hipo/hiperpigmentação, situações que são reversíveis e transitórias.

No caso do laser díodo, as pessoas com pelos mais claros terão mais dificuldade em ver resultados. Além disso, poderá apresentar alguns efeitos secundários, nomeadamente: queimaduras, cicatrizes, manchas na pele, inchaço e vermelhidão. Se o tratamento for realizado num local de confiança, com pessoal devidamente formado e com experiência, tal não deverá acontecer. 

Dúvidas desfeitas sobre os métodos a depilação laser alexandrite ou díodo, já consegue eleger qual o mais eficaz para si?

Veja também: