Ligue-se aos melhores artigos de saúde

Receba no seu email as dicas que realmente lhe interessam

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Quero receber!

Como escolher o melhor seguro de vida

Veja quais os pontos a ter em conta na hora de escolher o melhor seguro de vida.

Como escolher o melhor seguro de vida
Antes de escolher o seu, trate de saber o que é e para que serve este tipo de seguro.

Alguma vez pensou fazer um seguro de vida? Melhor ainda, já pensou para que serve e quais as principais vantagens de fazer um? Pois então, é sobre isso que agora lhe falamos. A escolha de um seguro de vida não é fácil, principalmente quando a oferta é muita. Para o ajudar vamos dar-lhe algumas dicas que o vão ajudar a escolher o melhor seguro de vida para si.
 

O que é o seguro de vida?

Podem definir-se dois tipos de cobertura para os seguros de vida: o risco de morte e o risco de sobrevivência, embora possa também ser contratado um seguro misto, que engloba no mesmo seguro as duas vertentes e/ou acrescentar ainda outro tipo de coberturas como o risco de acidente, invalidez ou desemprego. Mas o que implica cada uma das coberturas:
 

1. Risco de morte: O seguro é acionado em caso de morte durante a vigência (do seguro) sendo que a seguradora paga ao beneficiário nomeado pela pessoa segura um capital previamente acordado.

2. Risco de sobrevivência: Este tipo de cobertura implica que caso a pessoa segura esteja viva no final prazo acordado, receba o montante acordado.

3. Modalidades mistas: Prevê as duas situações anteriores, sendo que em caso de morte ou sobrevivência, a pessoa segura ou beneficiário nomeado recebem os montantes acordados, embora esses possam variar de acordo com as coberturas para cada situação.

O seguro de vida pode ser facultativo, embora em alguns casos, como por exemplo, na contratação de um Crédito Habitação, possa ser exigido, já que funciona como uma garantia para o banco de que a dívida contraída ficará regularizada, num dos casos previstos (morte, acidente, invalidez ou desemprego, por exemplo). Em todo o caso, mesmo que o banco lhe exija um seguro de vida, pode optar por subscrever esse mesmo seguro noutra seguradora ou mediador.

 

Como escolher?

Perante a vasta oferta que existe atualmente no mercado, antes de escolher o seu seguro de vida, deve ter vários fatores em consideração. Comece por analisar as suas reais necessidades e as diferentes tipologias de seguros de vida (as que mencionamos anteriormente).

Para escolher de forma consciente deve considerar questões como:
  • se tem ou não empréstimos (como o crédito habitação, por exemplo);
  • qual o valor desses mesmos empréstimos;
  • o seu rendimento anual líquido.
Fazendo esses cálculos, vai poder determinar a sua real necessidade de um seguro de vida, bem como a validade, a cobertura e o tipo de apólice mais adequados para si.

Ainda assim antes de contratar um seguro de vida – e para garantir que escolhe efetivamente o melhor seguro de vida para si – o melhor mesmo é recorrer a especialistas ou fazer uma (ou várias, se necessário) simulação. Desta forma fica a saber quanto terá que pagar pelo seguro e quanto poderá receber caso o seguro seja acionado.
 
Poupe até 500€ por ano no seu seguro de vida! Saiba como aqui.

Veja também: