As melhores dicas para escolher o melhor seguro de vida

Quer escolher o melhor seguro de vida sem correr riscos desnecessários? Nós ajudamos.

As melhores dicas para escolher o melhor seguro de vida
Antes de escolher o seu, saiba o que é e para que serve este tipo de seguro

Na altura de escolher o melhor seguro de vida deve ter em atenção diversas variáveis. A grande vantagem desta solução financeira é a sua segurança: em caso de acidente ou morte, o seguro de vida garante que o agregado familiar fica protegido. Ainda assim, esta modalidade tem custos e, por vezes, não é fácil escolher o melhor seguro de vida.

O que é e como escolher o melhor seguro de vida?

Podem definir-se dois tipos de cobertura para os seguros de vida: o risco de morte e o risco de sobrevivência, embora possa também ser contratado um seguro misto, que engloba no mesmo seguro as duas vertentes e/ou acrescentar ainda outro tipo de coberturas como o risco de acidente, invalidez ou desemprego. Mas, afinal, o que implica cada uma das coberturas?

Quais os tipos de seguro de vida existentes no mercado?

Aqui fica a primeira dica: antes de escolher o melhor seguro de vida para si, faça uma pesquisa aprofundada do mercado (já lá vamos). Ainda assim, convém saber que existem três modalidades de seguro de vida:

Risco de Morte: a seguradora entrega aos beneficiários do seguro de vida o montante acordado previamente em caso de morte do segurado. Nos casos dos seguros de vida que são feitos à conta do crédito à habitação, a instituição bancária onde foi feito o prémio é o beneficiário.

Risco de Vida: nestes casos a seguradora paga o valor acordado no final do prazo do seguro.

Misto: estão a tornar-se, rapidamente, os seguros de vida mais comuns. Conjugam os dois tipos de seguro descritos anteriormente.

Quais são as coberturas de um seguro de vida?

O seguro de vida permite assegurar a estabilidade financeira de uma família em dois casos concretos:

  • Morte
  • Invalidez: pode ser Absoluta e Definitiva (AD) ou Total Permanente (TP). Nestes casos, o melhor é assegurar sempre TP já que é mais abrangente e pode realmente assegurar todos os casos de invalidez (o valor a pagar é mais alto mas, feitas as contas, compensa sempre).

Há seguro de vida obrigatório?

Nos casos em que se dirige ao banco para pedir um crédito à habitação é pedido que faça um seguro de vida (caso não tenha) – é uma forma de a instituição bancária assegurar o pagamento da dívida em caso de morte ou invalidez do devedor.

Contudo, muitas pessoas não sabem que não têm de contratualizar o seguro de vida proposto pelo banco. Em alguns casos, a oferta das seguradoras é bastante mais acessível e ajustável ao orçamento do segurado do que aquela proposta pelo banco.

4 dicas para escolher o melhor seguro de vida

melhor seguro de vida

Quer saber como escolher o melhor seguro de vida? Então siga as nossa dicas.

1. Escolha o melhor prazo

Faça bem as contas. Ajuste o período de tempo do seu seguro de vida às necessidades do seu agregado familiar sem prejudicar a estabilidade financeira. Será que bastam 10 ou 15 anos até o beneficiário conquistar independência financeira? Será que os familiares mais próximos poderão necessitar de suporte durante toda a vida e o melhor é contratualizar um seguro permanente? Estas são questões legítimas que deve ponderar na altura de assumir um seguro de vida.

2. Determine a cobertura necessária

Quanto menor o rendimento dos beneficiários do seguro de vida, maior deverá ser a cobertura associada. Em teoria, deve ser escolhida uma cobertura que englobe, pelo menos, sete anos dos seus rendimentos.

3. Conheça toda a oferta disponível

Faça uma boa pesquisa de mercado. Avalie propostas e faça comparações.

4. Esteja atento

Leia sempre todas as cláusulas do seu seguro de vida. Em alguns casos, acidentes de mota não fazem parte do contrato. O mesmo se aplica a artes marciais e a saltos de para-quedas, por exemplo.

Agora que já sabe como escolher o melhor seguro de vida não tome decisões precipitadas.

Veja também: