Receba no seu e-mail toda a informação sobre Investimentos e Depósitos!

Saiba primeiro as novidades na área dos Investimentos e garanta as melhores condições para os seus Depósitos.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

Operar com alavancagem

A alavancagem financeira permite operar volumes financeiros acima do património ou capacidade financeira do investidor, ou seja, operar grandes volumes com poucos recursos. Uma operação que tem um benefício tão elevado como o risco.

Operar com alavancagem
Conheça a operação financeira que transforma o pouco...em muito.

Cada vez mais os traders internacionais operam nos mercados financeiros com recurso à alavancagem. Trata-se de uma funcionalidade que permite utilizar o endividamento para financiar uma operação. A popularidade do mecanismo reside no facto de permitir a muitos investidores a realização de um certo tipo de operações que de outra forma estaria fora do seu alcance.

Assim, em vez do trader utilizar fundos próprios, utiliza capital procedente de crédito. Desta forma, terá o seu capital sempre disponível, que poderá destinar a outros investimentos. Ao mesmo tempo, consegue obter uma maior exposição a um determinado ativo no mercado financeiro com um desembolso inicial relativamente reduzido.

A alavancagem é, assim, um instrumento que permite aumentar os ganhos potenciais, embora possa amplificar em igual medida os riscos de perdas. Isto porque os ganhos e perdas do investidor se baseiam unicamente na posição total. Desta forma, tanto os ganhos como as perdas podem ultrapassar o valor da quantia depositada inicialmente.

Ao investir num produto alavancado, o fornecedor do produto pedirá ao trader o depósito de uma soma que representa apenas uma fração do valor total da sua posição. Este desembolso inicial denomina-se margem e é geralmente solicitada pelo fornecedor financeiro para cobrir possíveis perdas decorrentes das operações. O restante montante é emprestado pelo fornecedor.

A margem é uma fração do custo total que implicaria comprar os ativos em causa diretamente. Assim, se negociar com uma margem de 10%, isso significa que para um depósito de 100 euros poderá operar como se tivesse 1000 euros, o que representa uma alavancagem de 10:1.

Nos mercados financeiros podemos encontrar uma extensa gama de produtos alavancados que cobrem praticamente todos os mercados imagináveis. Assim, os investidores poderão utilizar a alavancagem em produtos como ações, futuros, divisas, commodities, índices ou binários. Os mais populares atualmente são os CFDs (Contratos por Diferença), um produto derivado que permite trocar a diferença do valor de um ativo entre o momento em que abre e fecha posição.

É importante ter em conta que é possível um investidor perder muito mais do que a margem inicial se o mercado se mover em sentido contrário ao do investimento de forma repentina.

Para evitar surpresas, os analistas recomendam pensar sempre no investimento em termos de valor total e não apenas na margem que coloca. Desta forma, não se deve abrir uma posição alavancada a menos que se possa cobrir totalmente as possíveis perdas. Para limitar as perdas, os traders também poderão ter em conta a utilização de ferramentas de gestão de risco.


Esta informação foi preparada pela IG, marca comercial da IG Markets Limited. O conteúdo destas páginas não constitui (e não será concebido de forma a constituir) qualquer espécie de aconselhamento, ou recomendação de investimento, ou um registo dos nossos preços de negociação, ou uma oferta ou solicitação para a transação de qualquer instrumento financeiro. A IG não aceitará qualquer responsabilidade em consequência de qualquer uso que possa ser dado ao referido conteúdo, ou sobre qualquer efeito que daí advenha. Não asseguramos a precisão ou integridade da informação. Consequentemente, qualquer pessoa assume o risco da atividade realizada com base nesta. A análise produzida não tem como finalidade qualquer objetivo de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de quem o consultar. Esta não foi produzida com base nos requisitos legais que promovem a independência da análise financeira e, assim sendo, esta é considerada uma mensagem de marketing. Não estando impedidos de negociar com base nas nossas recomendações, não procuramos retirar qualquer tipo de vantagem da informação providenciada aos nossos clientes. Os CFDs são Produtos Financeiros Complexos. Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e esteja disposto a aceitá-las. Pode Implicar a perda da totalidade ou mais do que o capital investido.