Os 10 países mais pobres do mundo

Os 10 países mais pobres do mundo são maioritariamente africanos. O ranking mostra-nos bem a discrepâncias que podem existir a nível mundial.

Os 10 países mais pobres do mundo
Há milhões de pessoas que ainda vivem na pobreza

Num mundo onde as discrepâncias sociais são bem conhecidas por todos, sabemos também que existem países onde a miséria é assustadoramente avassaladora. São pelo menos 48 os países identificados como sendo os países mais pobres do mundo e que, segundo o relatório publicado em 2014 pelas Nações Unidas, ainda estão aquém os ODM – Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. Apesar de tudo, o relatório revela que em 2014 se registou um crescimento importante destes países identificados.


Top 10 dos países mais pobres do mundo em 2014


1. Haiti

No início de 2014, o Haiti era considerado o país mais pobre do mundo. Depois do terrífico Tsunami em 2010, que provocou estragos que custaram cerca de 120% do PIB, o país mergulhou num mar de miséria pior do que aquele em que já se encontrava. Em 2013, mais de metade da população vivia com menos de um dólar por dia sendo que a taxa de desemprego estava estimada em 40%.
Entre estes dados, a taxa de pobreza está calculada em 77% perante uma população que tem pouco mais de 10 milhões de habitantes.


2. Guiné Equatorial

Apesar de ser rica em petróleo, a Guiné Equatorial tem tido uma má gestão governamental, sendo exemplo disso a má gestão dos recursos energéticos. Com uma taxa de pobreza de 76,8%,  este país tem um grave problema com a saúde, o que justifica que a esperança média de vida seja de apenas 50 anos.


3. Zimbábue

Em terceiro lugar do ranking surge o Zimbábue, cuja agricultura ainda representa grande parte das exportações e ainda vai criando algum emprego. Atualmente, a taxa de pobreza está situada nos 72%.


4. Congo

Nos últimos anos o Congo tem sido vítima de um forte sistema de corrupção, sendo que a saúde e a educação são talvez as principais vulnerabilidades. Segundo os dados avançados pelo ranking dos países mais pobres do mundo, em 1000 crianças que nascem, há 111 que não conseguem sequer sobreviver até ao primeiro ano de vida. A taxa de pobreza do Congo é de 71,3%.


5. Suazilândia

A Suazilândia é um país onde a agricultura de subsistência absorve grande parte dos recursos, o que torna a mão-de-obra escassa para outro tipo de atividades. A taxa de pobreza atinge os 69,2% da população.


6. Eritreia

Para quem não conhece, a Eritreia é um país localizado no Chifre de África e, embora exista alguma esperança de crescimento através da exploração mineira, a verdade é que pelo menos 80% da população está empregada na indústria agrícola. A corrupção também se assume um problema fulcral num país em que a taxa de pobreza é de 69%.


7. Madagáscar

O conhecido Madagáscar tem uma realidade um pouco diferente, uma vez que a sua gestão tem a ajuda do FMI e do Banco Mundial. No entanto, tem tido algumas dificuldades em responder às metas definidas, sendo ainda considerado o sétimo país mais pobre do mundo.


8. Burundi

Burundi, também ele um país africano, sofreu vários anos com a guerra, tendo também uma forte lacuna no acesso aos recursos minerais. O PIB per capita é de 143 euros, o que faz com que seja um dos mais baixos do mundo.


9. Serra Leoa

Em penúltimo lugar dos países mais pobres do mundo surge a Serra Leoa, com uma taxa de pobreza de 66,4%. Apesar de ser rica em recursos minerais, a Serra Leoa tem tido vários entraves ao desenvolvimento por motivos políticos.


10. São Tomé e Príncipe

Em São Tomé e Príncipe (o último país do ranking dos países mais pobres do mundo), a taxa de pobreza situa-se nos 66,2%. Apesar da economia ser baseada na produção de coco, a produção tem vindo a cair devido à má gestão. Atualmente, o país tem cerca de 170 mil habitantes.


O que define um país pobre?

Segundo o Banco Mundial, o que faz de um país o mais pobre do mundo e que acaba por definir o índice de pobreza é o fato dos seus cidadãos viverem com menos de 1 dólar por dia. Já a pobreza moderada define-se se as pessoas viverem com entre 1 e 2 dólares por dia.
Atualmente e à luz dos dados do Banco Mundial, sabe-se que cerca de 1,1 milhões de pessoas a nível mundial tenham níveis de consumo inferiores a 1 dólar por dia, resultados esses que são uma preocupação constante para as Nações Unidas.


Objetivos de Desenvolvimento do Milénio

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio têm como principal objetivo reduzir a pobreza extrema e a fome do mundo antes do ano de 2015. No entanto, sabe-se agora que os países em piores cenários não conseguiram reduzir significativamente a sua taxa de pobreza, conforme inicialmente esperado.

Os grandes objetivos das Nações Unida continuam a passar por reduzir a pobreza, melhorar a saúde, a nutrição, investir na educação e conseguir assim diminuir os números de pobreza acima referidos.


Veja também: