Películas auto: tudo o que precisa saber

Saiba o que diz a lei sobre películas auto, como as pode colocar, onde adquirir e quando pode custar aplicar estas películas no seu carro.

Películas auto: tudo o que precisa saber
Tudo sobre películas auto

A não ser que façam parte do modelo, se quiser colocar películas auto no seu carro, há legislação específica que tem que cumprir.  É fundamental garantir que são colocadas películas automóveis homologadas, conforme o Decreto-lei n.º 392/2007, de 27 de dezembro (com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 193/2009, de 17 de agosto) e a Deliberação n.º 1017/2008 do IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), que regulamentam o uso de películas auto nos vidros dos carros, também vulgarmente denominados de vidros fumados ou vidros escurecidos.

Películas auto: o que diz a legislação?

Para legalizar películas auto em Portugal, é necessário recorrer a um instalador certificado. A empresa instaladora deve fornecer o certificado de aplicação e assegurar que as películas são homologadas conforme exigido pelo IMT.

As películas auto devem conter a respetiva marca de homologação em todos os vidros do carro e é necessário realizar uma inspeção automóvel tipo B – esta é uma inspeção extraordinária, ou seja, não pode ser repetida em caso de reprovação. O proprietário pode, também, aproveitar para fazer a inspeção normal obrigatória, desde que a três meses da data de matrícula, já que a inspeção tipo B abarca esta inspeção.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes determinou quais são as películas que pode aplicar no seu automóvel, cuja  lista de películas autorizadas pode ser consultada na página do IMT.

Como colocar películas auto?

A colocação de películas auto pode dever-se a razões de segurança, privacidade, proteção solar, estéticas, entre outras. No entanto, como já referimos, há regras a cumprir.

Apenas é permitido colocar películas auto escurecidas, em 5%, 15%, 20%, 35% ou 50%, nos vidros dos automóveis que se encontram atrás do pilar B, ou seja, nos vidros laterais/traseiros e traseiros. À frente só são permitidos vidros transparentes.

As únicas exceções que não necessitam de legalização são os veículos pertencentes às forças de segurança e de autoridades judiciais, ligeiros de mercadorias (na caixa de carga) e ambulâncias (na célula sanitária).

O que é necessário para legalizar películas auto?

Quando se dirigir ao IMT para proceder à legalização das películas auto deve-se fazer acompanhar dos seguintes documentos:

  • Certificado de aplicação passado pelo instalador;
  • Documento comprovativo da aprovação das películas na inspeção;
  • DUA (Documento Único Automóvel);
  • Documento de identificação pessoal (Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade);
  • Modelo 9 (devidamente preenchido)

Onde comprar películas auto

Numa rápida pesquisa pela internet, facilmente encontra variadas opções de locais onde colocar películas auto.

Alguns exemplos:

Preço das películas auto

A inspeção automóvel tipo B e a legalização das películas auto no IMT custam cerca de 250€. A este custo, acresce o valor da película que depende do carro, da empresa instaladora e tipo de película. O preço total da colocação de películas auto deverá rondar os 500€.

Veja também: