Afinal, qual é o melhor mês para casar?

Quem começa a planear dar o nó, pensa de imediato em qual será o melhor mês para casar. Antes de decidir, descubra os principais prós e contras de cada estação.

Afinal, qual é o melhor mês para casar?
As principais vantagens e desvantagens de cada estação do ano.

Quando um casal se decide a dar o nó, a primeira coisa que faz é pensar em qual será o melhor mês para casar. De facto, apesar de esta cerimónia exigir um imenso volume de escolhas, sobre os mais variados detalhes, o início do processo estará sempre pendente da decisão da altura do ano em que a mesma decorrerá.

Em Portugal, os meses de verão e primavera são particularmente desejados, mas o certo é que cada altura do ano tem os seus próprios encantos, levando muitos parzinhos a optar em função das suas prioridades: tem de estar calor? Tem de ser barato? Tem de coincidir com as férias? A Natureza tem de estar em flor? Para que possa tomar uma decisão devidamente informada sobre qual será o melhor mês para casar, de seguida apresentamos-lhe alguns argumentos essenciais, organizados segundo a estação do ano em causa.

 

Qual é, para si, o melhor mês para casar? 

 
 

No inverno (de 22 de dezembro a 21 de março)

Meses
  • Janeiro, fevereiro e março 
  • A nossa recomendação vai para o mês de março – mantendo as mais valias dos meses anteriores, este encontra-se mais próximo da primavera, o que significa que o sol já começa a tentar dar um ar da sua graça.


Vantagens
  • Poupança significativa no grande investimento que um casamento implica – dado que não existe grande procura, os produtos e serviços associados a esta indústria podem ser melhor negociados;
  • Facilidade em conseguir reservar o espaço dos seus sonhos, sem quaisquer problemas – quer se trate de igrejas ou apenas dos espaços para a festa, nesta época, não costumam haver muitas pré-reservas;
  • Possibilidade de uma cerimónia romântica e original – o frio leva a que as pessoas se juntem...pode, por exemplo, optar por um espaço com uma bela lareira e decorá-lo com muitas velas; para o exterior, preveja aquecedores e mantinhas bem fofas; sirva um belo brandy aquecido, um chocolate quente e abuse dos frutos típicos da época... inesquecível!


Desvantagens
  • Condições meteorológicas – apesar do provérbio “Boda molhada, boda abençoada”, o frio, a chuva e o vento não costumam ser muito apreciados por pessoas vestidas de cerimónia. Especialmente se o vestido for longo e branco...
  • Indisponibilidade dos convidados – nesta altura, são raras as pessoas que têm grande disponibilidade de tempo ou previsão de férias; se tem familiares a viver no estrangeiro, a probabilidade é que não possam estar presentes no seu casamento;
  • Indisponibilidade monetária – a altura logo a seguir ao Natal e Ano Novo, não é das mais propícias a grandes investimentos; isto é válido para os noivos, mas também para os convidados: assim, não espere prendas muito generosas.


 

Na primavera (de 22 março a 21 de junho)

Meses
  • Abril, maio e junho
  • A nossa recomendação vai para o mês de maio – porquê? Porque este é o mês das noivas por excelência, tradicionalmente, o melhor mês para casar. Neste caso, e no que nos diz respeito, a tradição continua a ser o que era!


Vantagens
  • Temperaturas bem mais amenas – sem um calor exagerado e sufocante, a primavera convida os corpos a revelarem-se um pouco mais, potenciando a descontração e a alegria;
  • Delicadas cores e deliciosos aromas no ar – é a primavera, pelo que pode e deve aproveitar a própria decoração da Natureza ao serviço da sua boda: aposte em flores naturais, cores doces e frutas sumarentas para enriquecer o aspeto das mesas e o ambiente dos espaços.


Desvantagens
  • Subida dos preços e a indisponibilidade dos espaços/serviços – nesta altura, a procura por parte dos pares casadoiros começa a aumentar exponencialmente, o que implica que faça um investimento maior e comece a reservar com alguma antecedência os espaços/serviços que pretende;
  • Instabilidade das condições meteorológicas – nesta altura, o tempo é particularmente instável: “em abril, águas mil”, o provérbio tende a ter razão; já maio, é uma aposta mais sensata; ainda assim, o mais seguro costuma ser junho;
  • Indisponibilidade dos convidados – mantém-se a tendência assinalada na estação anterior, ainda que possa existir maior facilidade em ajustar deslocações.


 

No verão (de 22 de junho a 21 de setembro)

Meses
  • Julho, agosto e setembro
  • A nossa recomendação vai para o mês de setembro – além de escapar da impossível confusão de agosto, ainda pode usufruir do calor do verão, mas já sem exageros.


Vantagens
  • Certeza (quase absoluta) de condições meteorológicas favoráveis – se não quer nem pensar em cheirar a chuva no dia do seu casamento, esta é a época do ano em que tem de apostar; mais: tem grande probabilidade de poder usufruir de um dia bem quente e soalheiro.
  • Liberdade na escolha da indumentária – casando nesta altura, pode apostar num vestido mais ousado e sensual, sem ter de considerar um agasalho extra que lhe estrague o look;
  • Disponibilidade dos convidados – mais uma vez, falamos sobretudo de pessoas que estão longe: os meses de verão, em especial agosto, sendo de férias, facilitam as deslocações.


Desvantagens
  • Investimento a realizar – quem opta por casar no verão, tem de estar disposto a abrir os cordões à bolsa, uma vez que esta é das alturas mais procuradas, o que provoca uma enorme inflação dos preços (sobretudo para quem deseja casar ao fim de semana);
  • Indisponibilidade dos espaços – pela mesma razão referida no ponto anterior, torna-se bastante complicado conseguir reservar os espaços para as datas pretendidas; a nossa sugestão é que avance com o processo pelo menos um a dois anos antes;
  • Contras associados ao excesso de calor – além de ter de assegurar que os espaços são bem arejados ou munidos com potentes ares condicionados (se não quiser alguns desmaios e baixas de tensão), convém que escolha caterings de extrema qualidade: não há nada pior do que alimentos estragados e festas de casamento que acabam no hospital.
 

No outono (de 22 de setembro a 21 de dezembro)

Meses
  • Outubro, novembro e dezembro
  • A nossa recomendação vai para o mês de novembro – se vai casar no outono, assuma plenamente que o frio está à porta, mas sem arriscar a confusão do Natal.


Vantagens
  • Poupança no investimento a realizar– por esta altura, os preços começam a baixar e os descontos a aparecer; assim, pode poupar bastante se atrasar ligeiramente a sua cerimónia de casamento;
  • Disponibilidade dos espaços e serviços – também neste caso, a situação melhora consideravelmente, com as reservas a diminuírem e o acesso facilitado às datas que escolher;
  • Incomparável beleza natural – sim, cada estação tem o seu encanto, mas as cores de fogo de que a natureza se veste por esta altura são absolutamente irresistíveis; aproveite os castanhos quentes, laranjas soalheiros e vermelhos fogo para trazer um pouco de calor à sua boda outonal;
  • Hipótese de uma cerimónia descontraída e original – adira ao espírito da época e crie um tema bem original: um casamento cruzado com magusto, com muitas castanhas e jeropiga pode ser uma boa hipótese; se anseia por maior elegância, aproveite as belíssimas folhas que vão caindo das árvores para colar no convite e decorar o espaço, oferecendo compotas caseiras e bolachinhas de canela aos convidados;


Desvantagens
  • Temperaturas menos simpáticas – o frio está à porta e já começa a bater com alguma força; está na altura de voltar a tirar os casacos do armário, o que não ajuda muito quando se pretende criar um look de noiva...
  • Indisponibilidade dos convidados – trata-se da época do regresso em força ao trabalho, pelo que pode não haver grande hipótese de as pessoas que estão mais afastadas estarem presentes na boda;
  • Indisponibilidade monetária– estamos na altura entre as férias e o Natal, o que não ajuda em nada quando se procuram carteiras recheadas: ou já se gastou ou já se está a poupar para a “mais bela época do ano”... pobres dos noivos!



E, então, já decidiu qual é o melhor mês para se casar? Pretende apostar numa boda molhada e abençoada, quente e sensual ou tradicional e delicada? Seja qual for a sua escolha, desejamos.lhe apenas um dia verdadeiramente inesquecível e uma vida a dois repleta das maiores felicidades!

Conselhos e Informações sobre Casamentos com a nossa Newsletter!


Veja também: